O dia 18 de abril é lembrado pelo título estadual de 2010, mas em 2015 teve outro jogo inesquecível para os botafoguenses. No Estádio Nilton Santos, o Botafogo eliminou o Fluminense na semifinal do Campeonato Carioca, com vitória por 2 a 1 no tempo normal e 9 a 8 nos pênaltis. Até aí, tudo normal. O atípico foi que coube ao goleiro Renan a última e decisiva cobrança.

Máscaras do FogãoNET para torcedores do FogãoNET durante a quarentena da pandemia do novo coronavírus (COVID-19)

Aproveitando a live do goleiro Renan com o preparador Flavio Tenius, realizada na última terça-feira, vamos relembrar esse jogo no “Esse dia foi fogo“.

Jogo de ida

O primeiro jogo da semifinal foi no Maracanã. O Botafogo teve dificuldades, viu o Fluminense abrir 2 a 0 com dois gols de Fred, mas encontrou um gol fundamental no fim da partida. Fernandes lançou e Willian Arão descontou para 2 a 1.

A volta

O Botafogo começou a mil por hora e abriu 2 a 0, com gols de Fernandes e Bill. Porém, o Fluminense descontou com Jean, de pênalti. O Botafogo despencou fisicamente, Elvis saiu com 15 segundos de jogo, fez duas substituições por lesão (Elvis e Fernandes) e Bill, Marcelo Mattos, Carleto e Luís Ricardo terminaram a partida mancando.

Os pênaltis

Na série inicial, Marcelo Mattos e Diego Giaretta perderam pelo Botafogo, Gegê, Gilberto e Thiago Carleto converteram; no Fluminense, Kennedy e Gerson desperdiçaram, Jean, Renato e Marlone fizeram. A partir daí, marcaram Gum, Renan Fonseca, Marlon, Jobson, Edson, Bill, Robert, Luis Ricardo, Wellington Silva e Willian Arão. Chegou a vez dos goleiros.

E aí é Renan quem relembra.

– Foi em 2015, semifinal do Carioca contra o Fluminense no Nilton Santos. Ganhamos de 2 a 1 e foi para os pênaltis. Se não me engano, defendi dois pênaltis e o Cavalieri dois. Era chute de todo lado e só gol, falei meu Deus do céu isso não vai acabar não. Estava totalmente concentrado, pensei o próximo eu vou pegar, quando olhei não estava vindo ninguém, aí que me liguei. É o Cavalieri, vamos tentar pegar. Chutou por cima, foi longe. Pensei beleza, já perdeu, preciso ter calma e jogar lá dentro. Coloquei a bola e não pensei em mais nada, vou dar uma bicuda para dentro e acabou. Bati cruzado, como brincava normalmente. Depois do jogo pessoal veio perguntar se treinei, treinei nada. Bati e fui feliz – afirmou Renan em live com Flavio Tenius.

– Estão me pedindo para treinar o Cavalieri para bater pênaltis. Não precisa não, não vamos precisar. Deixa ele no gol que é melhor – brincou Tenius.

FICHA TÉCNICA
Botafogo 2 (9) X 1 (8) Fluminense

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 18/04/2015 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols
Assistentes: Dibert Pedrosa e Michael Correia
Renda/Público: R$ 784.440,00 / 13.958 pagantes (16.312 presentes)
Cartões amarelos: Renan e Luís Ricardo (Botafogo)

GOLS: Fernandes, 5min do primeiro tempo (1-0); Bill, 22min do primeiro tempo (2-0); Jean, 43min do primeiro tempo (2-1)

BOTAFOGO: Renan, Gilberto, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Thiago Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Fernandes (Luís Ricardo) e Elvis (Gegê); Rodrigo Pimpão (Jobson) e Bill. Técnico: René Simões

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Wellington Silva, Gum, Marlon e Giovanni (Renato); Edson, Jean, Vinícius (Marlone), Wagner (Robert) e Gerson; Kenedy. Técnico: Ricardo Drubscky

 

Fonte: Redação FogãoNET