Anselmo Ramon? Números mandam Botafogo esperar um pouco mais

55 comentários

Blog do Mansell

Blog do Mansell

Compartilhe

Anselmo Ramon | Chapecoense
Márcio Cunha/Chapecoense

Queria escrever em dezembro um post com o link para esta matéria dizendo: errei feio, Anselmo Ramon foi o artilheiro da Série B com 25 gols e ajudou o Botafogo a subir. Mas acho que são poucas as chances disso acontecer. Trata-se de um jogador muito limitado e com padrão de Segunda Divisão.

O interesse do Botafogo nele me preocupa muito. Desde que começou sua carreira o atleta chamou a minha atenção, não de maneira positiva em termos de qualidade. Mas aí pode ser apenas uma implicância de quem não foi com o futebol dele. Isso acontece. Às vezes nós não gostamos do futebol de um jogador que a maioria gosta. Mas não é o caso aí.

Então vamos analisar o desempenho na Série B de 2020, segundo dados do site Goal. Anselmo terminou como artilheiro da Chapecoense com dez gols. Ficou em terceiro lugar no geral atrás de Caio Dantas do Sampaio Corrêa com 17 gols e Léo Ceará do Vitória com 16 gols. Mas vamos a uma comparação preocupante. Anselmo precisou de 34 jogos para fazer os dez gols. Caio e Léo fizeram mais de 50% de gols com 33 jogos. E Sampaio Corrêa e Vitória nem subiram, enquanto que a Chapecoense foi a campeã com 42 gols. Com os mesmos dez gols de Anselmo, Paulo Sérgio do CSA atuou 26 vezes.

O desempenho de Anselmo é pior inclusive do que outros artilheiros do top 10 do torneio. O que falar por exemplo do sempre eficiente Léo Gamalho, que fez oito gols em 11 jogos. Ou de Ricardo Bueno do Operário, que anotou nove tentos em 18 jogos. Portanto, no quesito artilharia Anselmo não justifica a contratação pelo Botafogo.

Anselmo também não é um achado em assistências

Anselmo Ramon | Chapecoense
Anselmo Ramon tem números que não justificam ida ao Botafogo
(Foto: Márcio Cunha/Chapecoense)

Entretanto um atacante não vive só de gols. Mas também de assistências. Nos 34 jogos que atuou Anselmo deu seis passes para gol. Seu companheiro de clube, Mocelin, deu o mesmo número de assistências, mas em 29 partidas. Bruno Rodrigues da Ponte Preta e Marcelo do Operário, que lideraram com sete assistências, jogaram 29 e 28 vezes, respectivamente.

Como a atual diretoria do Botafogo é contra o critério de minutagem e corretamente pretende investir em desempenho podemos perceber que Anselmo Ramon não é a melhor opção neste momento. Se é para trazer ele aconselho a esperar outro nome melhor e seguir com Rafael Navarro e Matheus Nascimento até que se abra a melhor possibilidade.

Banner de produtos com frete grátis na loja do FogãoNET: carteira, bolsa de academia e máscaras

Siga o @fogaonet no Instagram e fique por dentro das últimas notícias do Botafogo:

Notícias relacionadas