Paulo Autuori no Botafogo pode ser uma boa opção para o cargo de treinador, vago desde que Alberto Valentim foi demitido. Porém, para que isso realmente venha a dar certo é preciso transparência por parte da diretoria e do próprio profissional. Ele já manifestou o desejo de não assumir equipes no Brasil. Mas com certeza o projeto empresa do Botafogo é atraente para uma pessoa com seu perfil. Falo em termos de gestão. Logo seu nome não é perfeito para treinador em definitivo, se é que isso é possível nesta função. Apenas como alguém que vai preparar terreno e passar bons conceitos ao elenco no momento vivido pelo Botafogo.

Banner da loja do FogãoNET para faixa japonesa

Autuori só pode ser considerado uma boa pedida se ficar claro que ele será técnico por um período, onde resultados não podem ser levados em consideração nem de maneira positiva e nem de maneira negativa. Falo isso porque poucos gostariam de ver Antônio Lopes como técnico do Botafogo entre 2015 e 2017. Mas não dá para deixar de admitir que ele fez um bom trabalho no todo em um cargo de gestão.

Autuori não pode ser visto como descartável

Dessa maneira, Autuori não pode ser considerado um profissional descartável para a função de gestor se os resultados em campo não corresponderem.

O Botafogo tem a ganhar com seu anúncio. Paulo Autuori é conhecido no mercado internacional. Creio que isso possa ajudar a dar peso a um elenco que não é o sonho ideal, mas que já mostrou muita vontade de fazer uma boa temporada. Autuori pode ajudar muito no filtro de jogadores que merecem permanecer e sair quando o clube tiver em melhores condições financeiras. Se o acerto acontecer, que seja um belo gol. Precisamos torcer para isso.