Botafogo tem que contratar para ser veloz. E o preparo físico…

0 comentários

Blog do Mansell

Blog do Mansell

Compartilhe

Rhuan em Botafogo x Internacional | Campeonato Brasileiro 2020
Reprodução/Premiere

O Botafogo melhorou contra o Vasco em vários aspectos. Hoje o time parece ter organização defensiva. O Vasco encontrou problemas para criar mesmo com seus jogadores badalados pela mídia em campo. Honda deu mais qualidade e fez um dos seus melhores jogos pelo Glorioso. Mas falta ao Botafogo velocidade. E era de se esperar. Luiz Fernando e Luis Henrique foram embora. Os dois eram os jogadores mais rápidos do setor ofensivo. A falta de velocidade não se resolve com o que tem no Botafogo. É preciso ir para o mercado.

Rhuan melhora o time quando entra. E estamos falando de um jogador que não está pronto. Mas que melhora o time pelo simples fato de ser rápido. Como Guilherme Santos, de preterido e “dispensável”, virou um jogador importante neste Botafogo? Justamente porque dá velocidade e intensidade ao time. Infelizmente ele se lesionou e é capaz de demorar um pouco para pegar ritmo.

Precisamos falar de preparação física

Luis Henrique - Botafogo
Luis Henrique fará falta ao Botafogo (Foto: Botafogo)

A falta de velocidade é nítida. Mas a mídia não pode fechar os olhos para um problema que vem atormentando o Botafogo há algum tempo e não apenas nesta temporada. Precisamos falar de preparação física.

Alguns jogadores não vão se tornar mais velozes se estiverem melhores fisicamente. Mas vão ter mais intensidade e impor mais ritmo se progredirem no aspecto físico. Quando a bola chega a alguns atletas parece que eles carregam o mundo nas costas. Não dá para o jogador fazer um esforço absurdo para conduzir a bola. Isso precisa ser corrigido.

Um time bem preparado fisicamente, quando apresenta um jogador fora da sintonia, é nítido que se trata de algo individual. De uma deficiência causada por noitada ou por outro problema clínico. No Botafogo, infelizmente, destoa o jogador que está bem fisicamente. Este se torna o caso individual do Botafogo. Pelo menos essa é a impressão que se passa. Além disso não dá para aceitar o time ficar plantado no fim dos jogos. Apenas indo ao mercado em busca de jogadores de velocidade e resolvendo de vez seu preparo físico que o Botafogo vai render o que se espera dele.

Notícias relacionadas