A limitação do elenco torna Pedro Raul fundamental para o Botafogo. Isso mais uma vez foi sentido no empate por 1 a 1 com o Bangu no domingo pelo Campeonato Carioca. Desfalque por conta de desgaste muscular, o artilheiro é constante preocupação para a defesa adversária. Primeiro por ser inquieto por natureza. Ou seja, não aceita que a defesa saia jogando com a bola dominada de maneira tranquila e pacata.

Essa postura inquieta faz com que Pedro Raul seja uma preocupação grande também nas jogadas aéreas. Ele procura seus espaços no meio da defesa adversária, como num artilheiro à moda antiga, e por isso mesmo consegue finalizar quase todas as bolas que são cruzadas em sua direção.

A capacidade de finalização, que deveria ser qualidade número 1 de qualquer artilheiro, também não é problema para Pedro Raul.

Navarro não é um substituto confiável

Porém, mesmo diante dessas qualidades, o que torna Pedro Raul fundamental hoje no Botafogo é não ter um jogador substituto à altura. Com todo respeito a Rafael Navarro, é nítida a diferença. Mesmo tentando brigar em alguns lances, lhe falta com a bola nos pés a qualidade que se espera de um atacante titular do Botafogo.

A gente fica na expectativa que a diretoria em um curto espaço de tempo possa encontrar soluções no mercado. Mas enquanto isso não acontece, Pedro Raul é fundamental para o Botafogo.