Quarentena Alvinegra: Botafogo virou sobre o Santos na base da rede furada

0 comentários

Blog do Mansell

Blog do Mansell

Compartilhe

Quarentena Alvinegra: Botafogo virou sobre o Santos na base da rede furada
Reprodução Youtube

Santos e Botafogo estavam vivendo um clima de grande rivalidade em 1997, ainda por conta da final do Campeonato Brasileiro de 1995, vencido pelo Glorioso. No dia 27 de setembro de 1997 eles se encontraram pelo Brasileirão num sábado à noite na Vila Belmiro. Era um jogo de meio de competição. Mas teve fortes emoções.

O Botafogo, campeão carioca, estava fazendo uma campanha irregular. Começava a flertar com a zona de rebaixamento e precisava reagir. Carlos Alberto Torres tinha assumido o comando da equipe após Tião Rocha dirigir o time em alguns jogos. Joel Santana também tinha treinado o Glorioso no começo da disputa.

A equipe alvinegra tinha bons jogadores e era a mesma que tinha conquistado o Estadual com uma campanha impecável. Gonçalves e Jorge Luiz formavam uma dupla de zaga das mais respeitadas. Djair funcionava como um maestro no meio-de-campo. No ataque, Bentinho, Silval e Dimba se revezavam na condição de titulares, já que nenhum vivia um grande período. O time era bom. Entretanto, não correspondia.

Santos abriu placar. Mas Sinval estava em campo

Naquela noite de sábado o Santos dominou o primeiro tempo e foi para o intervalo com uma merecida vantagem de 1 a 0, graças a um gol de Müller. Porém, na segunda etapa, apesar de alguns minutos disperso no começo, o Glorioso assumiu o controle. Sinval aos 12 minutos pegou sobra na área e furou a rede em um belo chute.

Aos 23 minutos Sinval cabeceou após cobrança de escanteio e contou com a falha do goleiro Zetti. A virada estava realizada. Mas ainda teriam emoções.

Cobrança de falta de Bentinho gerou a confusão

Antes do fim do jogo a rede furada voltou a aparecer. Bentinho cobrou falta, a bola passou por fora e entrou no gol. Os jogadores botafoguenses começaram a comemorar após o árbitro correr para o meio. Entretanto, Zetti pegou a bola para bater o tiro de meta e a confusão se armou. Além disso, os técnicos Vanderlei Luxemburgo e Carlos Alberto Torres chegaram a discutir. O árbitro recuou e marcou acertadamente tiro de meta. Mas o gol não fez falta e o Botafogo ganhou.

Após aquele jogo o Botafogo venceu o Sport no Rio de Janeiro e praticamente afastou o risco de queda. Mas ficou o sentimento de que poderia ter tido uma melhor campanha. Além disso, ficou a sensação de que alguns jogadores poderiam render mais.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 2 BOTAFOGO

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 27 de setembro de 1997 (Sábado)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (RS)
Gols:
SANTOS: Müller aos 12 minutos do 1º Tempo
BOTAFOGO: Silval aos 12 e aos 23 minutos do 2º Tempo

SANTOS: Zetti, Ânderson Lima, Narciso, Jean e Rogério Seves; Caíco, Élder, Caio, João Santos (Marcos Bazílio) e Arinélson (Macedo); Müller. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

BOTAFOGO:
Wagner, Wilson Goiano, Gonçalves, Jorge Luiz e Jefferson; Pingo, Marcelinho Paulista (Marcelo Alves), França (Bentinho), Djair e Ailton; Sinval (Dimba). Técnico: Carlos Alberto Torres

Notícias relacionadas