O Quarentena alvinegra de hoje volta ao ano de 2012. O Campeonato Brasileiro caminhava para a sua reta final e Botafogo e Vasco se encontraram no Estádio Nilton Santos. O Glorioso precisava da vitória para tentar a vaga na Copa Libertadores. O desfecho do confronto foi uma virada por 3 a 2, com Bruno Mendes sendo o protagonista. O atacante despontou na reta final da temporada. Mas acabou não entregando tudo o que se esperava dele no restante da passagem pelo Alvinegro.

Bruno Mendes foi decisivo (Foto: Reprodução TV)

Mas como o tema do dia é aquela noite de 18 de outubro de 2012, naquela data Bruno Mendes se destacou. O Vasco não era um time ruim. Tinha Dedé, Felipe, Juninho Pernambucano e um Carlos Alberto que vivia um bom momento. Mas não o suficiente para vencer.

O Botafogo era um time muito talentoso. Antônio Carlos e Dória comandavam a defesa que tinha o paredão Jefferson. Renatoi, Seedorf e Fellype Gabriel faziam o meio-de-campo trabalhar para Seedorf. Elkeson fazia a ligação. Caberia a Bruno Mendes, isolado no ataque, concluir as jogadas. E foi o que aconteceu.

Botafogo virou aos 48 minutos do segundo tempo

Bruno Mendes, por sinal, só conseguiu brilhar quando ganhou companheiros na frente. Mas isso é mais para o fim do jogo. Antes, aos 24 minutos, Carlos Alberto abriu o placar. Elkeson empatou cinco minutos depois. Porém, Carlos Alberto mais uma vez recolocou o Cruz-Maltino na frente.

No segundo tempo Oswaldo de Oliveira avançou o Botafogo. Sacou Fellype Gabriel e colocou Lodeiro. Entretanto, o Glorioso mesmo assim demorou a se encontrar. Mas quando isso aconteceu brilhou a estrela de Bruno Mendes, que empatou aos 29 minutos.

Tudo indicava que o clássico terminaria empatado. Entretanto Bruno Mendes voltou a brilhar aos 48 minutos. Ele acertou um belo chute de fora da área e venceu Fernando Prass. Era o gol da vitória. Além disso, era a noite de Bruno Mendes no Botafogo. Mas depois disso ele acabou enfrentando lesões e não vingou.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 3 X 2 VASCO

Local: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (Fifa – RJ) e Wagner de Almeida Santos (RJ)
Renda: R$ 105.050,00
Público: 5.015 pagantes
Cartões amarelos: Márcio Azevedo, Seedorf e Elkeson (Botafogo) e Wendel (Vasco)
Gols:
BOTAFOGO: Elkeson aos 29 minutos do do 1º tempo e Bruno Mendes aos 29 e aos 48 minutos do 2º tempo
VASCO: Carlos Alberto aos 24 e aos 37 minutos do do 1º tempo

BOTAFOGO: Jefferson, Jadson, Antônio Carlos, Dória e Márcio Azevedo; Gabriel, Renato (Marcelo Mattos), Fellype Gabriel (Lodeiro), Elkeson (Rafael Marques) e Seedorf; Bruno Mendes
Técnico: Oswaldo de Oliveira
VASCO: Fernando Prass, Jonas (Jhon Cley), Dedé, Douglas e Wendel; Nilton, Fellipe Bastos (Eduardo Costa), Felipe (Thiago Feltri) e Juninho; Eder Luis e Carlos Alberto
Técnico: Marcelo Oliveira