Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

X

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Respeite o Botafogo! André Lima conta que cobrou carinho de Kieza e Diego Souza antes da dupla jogar pelo clube

0 comentários

Boletim do C.E.

Boletim do C.E.

Compartilhe

Kieza e Diego Souza com a camisa do Botafogo
Vítor Silva/Botafogo

Quase todos os alvinegros têm conhecimento de que André Lima é botafoguense. Mas o que muita gente não sabe é que ele faz valer o lado torcedor para pedir respeito ao Botafogo a alguns amigos que fez na carreira. O atacante contou, de maneira descontraída, que cobrou carinho de Kieza e Diego Souza antes da dupla colocar a Estrela Solitária no peito.

Máscaras do FogãoNET para torcedores do FogãoNET durante a quarentena da pandemia do novo coronavírus (COVID-19)

– Quando o Kieza foi do Vitória para o Botafogo, eu disse: “Muito cuidado com essa camisa aí. Respeite, você tem um amigo aqui, mas também tem um cara que vai te cobrar.” Ruan Renato foi a mesma coisa. O Neilton, se ele voltar, também, com certeza. Entre outros que eu conheço… Mandei mensagem para o Diego Souza dizendo: “Essa camisa é diferente, cara. Cuidado!”. Tudo, é claro, em tom de brincadeira, mas ao mesmo tempo cobrando porque eu também sou torcedor. Há essa interatividade com alguns jogadores que eu conheço jogam/jogaram no Botafogo – lembrou André Lima em live do Resenha Alvinegra na noite da última segunda-feira.

Kieza e Diego Souza não conquistaram os botafoguenses

Kieza chegou ao Botafogo em 2018, fez dez gols na temporada, mas deixou a equipe com antipatia da torcida – foi emprestado ao Fortaleza no ano seguinte até o fim do contrato. Diego Souza também não conquistou o coração dos botafoguenses. Marcou nove gols (alguns importantes) em 2019, porém não seguiu no Alvinegro por causa do alto salário. Ele rompeu o vínculo com o clube de forma amigável e hoje defende as cores do Grêmio.

Comentários