Seria uma boa? André Lima diz que foi vetado por técnico e não retornou ao Botafogo em 2017: ‘Me doeu’

0 comentários

Boletim do C.E.

Boletim do C.E.

Compartilhe

André Lima revela que quase acertou com o Botafogo em 2017, mas foi vetado pelo técnico Jair Ventura
Reprodução/Rede Globo

André Lima seria um bom reforço para o Botafogo em 2017? Tinha vaga naquele time que chegou às quartas de final da Libertadores? O atacante revelou, na noite desta segunda-feira, em entrevista ao vivo para página Resenha Alvinegra, que ficou muito perto de retornar ao clube do coração, mas foi vetado pelo técnico Jair Ventura.

O jogador disse que a negociação chegou a estar em um estágio muito avançado, mas logo recebeu uma ligação informando que não teve o aval do treinador, que contava com Roger, Rodrigo Pimpão, Guilherme e Vinicius Tanque no elenco para o ataque. Brenner foi contratado em julho após as saídas de Sassá, para o Cruzeiro, do argentino Canales e do camaronês Joel.

Máscaras do FogãoNET para torcedores do FogãoNET durante a quarentena da pandemia do novo coronavírus (COVID-19)

– A negociação foi 90% feita e só não se concretizou porque o treinador Jair Ventura não quis que eu voltasse. Recebi uma ligação de uma pessoa do Botafogo, de 2017 para 2018, acertando tudo praticamente e faltou somente o aval do técnico. Eu já tinha trabalhado com o Jair quando ele era estagiário do Cuca. Eu o conhecia, era excepcional, muito gente boa, mas nunca trabalhei diretamente com ele. Mas essa pessoa que eu conversei me ligou depois de um tempo dizendo que ele não me queria. Isso para mim me doeu porque eu tinha 90%/95% de chance de retornar para o meu time do coração, ficar por anos e até encerrar minha carreira no Botafogo – lembrou André Lima, que atuava pelo Vitória na época.

O canal Fox Sports Brasil chegou a cravar o retorno do centroavante em junho daquele ano, e a notícia foi uma das mais acessadas do FogãoNET na temporada. O Boletim do C.E confirmou o veto de Jair Ventura.

– Ele foi oferecido. Estava em Miami, se eu não me engano, e esperava a nossa ligação. Mas a comissão técnica não foi favorável – disse Gustavo Noronha, membro da diretoria em 2017, à coluna do FNet.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo

‘O Botafogo estava precisando muito de um atacante’

O botafoguense, que completa 35 anos de idade em maio, também recordou que chegou a fazer um gol contra o Botafogo em 2017 e cumprimentou Jair. Ele voltou lamentar a negociação não concretizada.

– Eu joguei contra o Botafogo, fiz gol e cumprimentei o Jair. Mas nunca perguntei por que ele não queria minha contratação. Eu respeitei. E naquela época o Botafogo estava precisando muito de um atacante. Não lembro bem quem eram os atacantes que estavam no clube naquela ocasião. Tudo estava resolvido com meu empresário e estava preparado para liberação do Vitória. Só estava esperando o O.K. do Jair e a documentação do Botafogo, afinal, não poderia pedir minha rescisão já com um documento assinado em outra equipe – contou.

Assista ao vídeo da entrevista abaixo:

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas