Botafogo, Botafogo-SP e Botafogo-PB. Sim, há um jogador no futebol brasileiro que vestiu a camisa de três Botafogos diferentes nos últimos cinco anos. Trata-se do maranhense Anderson Wanderllan de Moraes Rodrigues, mais conhecido como Pimentinha, hoje na equipe paraibana e que esteve em campo no duelo contra o Fluminense, na noite desta quarta-feira, no Maracanã, pela segunda fase da Copa do Brasil.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo

A sequência curiosa começa em 2015, quando Pimentinha, apelidado na época de “Messi do Nordeste”, deixou o Sampaio Corrêa por empréstimo e se apresentou ao técnico René Simões para a disputa da Série B. Contratado para ser uma alternativa a Rodrigo Pimpão para o ataque, o atleta chegou a treinar nas dependências do Estádio Nilton Santos, mas nem sequer entrou em campo pelo Glorioso. Por conta de dores no púbis, o departamento médico do Botafogo solicitou que uma ressonância magnética fosse realizada, mas o jogador recusou a fazer o exame decidiu retornar para a equipe do Maranhão.

Três anos depois, em abril de 2018, Pimentinha foi contratado pelo Botafogo-SP para a disputa da Série C do Campeonato Brasileiro. Em Ribeirão Preto, o ponta foi um dos destaques da campanha que culminou no acesso para a segunda divisão. No entanto, não continuou no time. Foi para o Paysandu disputar novamente a Série C, mas foi afastado por indisciplina (não aceitou viajar para jogar contra o Tombense). Em agosto de 2019, chegou ao Paraná, mas lá também pouco ficou. Depois de oito jogos, alegando problemas familiares, deixou o clube sem nenhum gol marcado.

Banner da loja do FogãoNET para faixa japonesa

O retorno aos gramados, já com 32 anos de idade, foi no Botafogo-PB. Pelo Belo, contando a noite desta quarta, Pimentinha atuou em nove partidas, quatro delas como titular, e apenas um gol feito, na vitória sobre o Nacional-PB, pelo Campeonato Paraibano. No confronto contra o Fluminense, pela Copa do Brasil, saiu do banco de reservas do Maracanã aos 29 minutos, mas não evitou a derrota para os mandantes (2 a 0).

‘Nenhum jogador é burro de não querer jogar pelo Botafogo’

Vale lembrar que, três meses após a saída polêmica do Botafogo em 2015, Pimentinha foi entrevistado pelo jornalista Thiago Veras, da Super Rádio Tupi, e declarou que não se arrependeu da decisão. O atacante disse que viveu dias difíceis e demonstrou sua vontade de retornar ao Glorioso no futuro.

“A palavra não é bem arrependimento. Nenhum jogador é burro de não querer jogar pelo Botafogo. Mas o que houve comigo foi complicado. Às vezes não precisamos falar o que acontece fora das quatro linhas. Espero que um dia eu possa voltar a jogar no Botafogo”, desejou Pimentinha.

Pimentinha em Fluminense x Botafogo-PB | Copa do Brasil 2020Ex-Botafogo, Pimentinha entrou no fim do jogo contra o Fluminense (Foto: Reprodução/SporTV)
Fonte: Redação FogãoNET