Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

X

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

(OFF) Qual ex-Botafogo sobe? Juventude, de Bochecha, e CSA, de Pimpão, brigam pela última vaga na Série A-2021

18 comentários

Boletim do C.E.

Boletim do C.E.

Compartilhe

Gustavo Bochecha, do Juventude, e Rodrigo Pimpão, do CSA, ex-jogadores do Botafogo
Reprodução/Instagram (@bochecha11 e @r_pimpao)

A última rodada da Série B promete fortes emoções na próxima sexta-feira (29/1), quando Juventude, do volante Gustavo Bochecha, e CSA, do atacante Rodrigo Pimpão, brigam pela última vaga na primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Os dois jogadores tiveram passagem recente pelo Botafogo, já com 99% de risco de rebaixado, e suas saídas agitaram as redes sociais alvinegras no ano passado.

O Juventude vai para rodada final (38ª) na 4ª colocação, com 58 pontos, um a mais que o CSA, em quinto. As duas equipes se despedem da competição fora de casa no mesmo horário, às 21h30. O time gaúcho visita o Guarani (12º), do técnico Felipe Conceição, enquanto o Azulão enfrenta o Náutico (15º), de Kieza e Jorge Henrique, nos Aflitos. Pimpão está suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo na rodada desta sexta (22/1) contra o Brasil de Pelotas (1-1).

Bochecha e Pimpão são titulares, destaques positivos nas campanhas dos dois clubes e têm números quase idênticos. Ambos marcaram cinco gols na Série B, sendo que o meio-campista disputou uma partida a mais que seu ex-companheiro de Botafogo, entrando em campo 33 vezes.

As saídas de Pimpão e Bochecha do Botafogo

Apesar de deixar o Botafogo com o status de maior artilheiro internacional do clube ao lado de Sinval (oito gols marcados), Rodrigo Pimpão (33) se despediu do Fogão no fim de 2019 com uma imagem desgastada com a torcida, principalmente pela ineficiência nas finalizações das jogadas de ataque.

Já Gustavo Bochecha, de 24 anos, foi negociado definitivamente e sem custos com o Juventude em junho de 2020, durante a paralisação do futebol brasileiro por conta da pandemia do novo coronavírus, dividindo a opinião dos alvinegros. Parte da torcida o criticava por ser um “jogador lento” e não ter provado seu valor, já outra o cobria de elogios pela qualidade nos passes e pela leitura de jogo. O Botafogo mantém 50% dos direitos econômicos do volante.

Fonte: Redação FogãoNET

Comentários