O narrador Cléber Machado, da Rede Globo, disse nesta segunda-feira que foi surpreendido com a escolha do Botafogo pelo técnico Eduardo Barroca. No entanto, o paulista buscou apresentar para seus colegas de bancada, no programa Seleção SporTV, uma visão mais otimista da contratação do profissional.

– E se você pensar pelo lado positivo? Eu fiquei surpreso com a decisão. Pela campanha que o Botafogo fez no Campeonato Carioca, eu imaginava o Botafogo pegando alguém com mais condição de tocar agora e conseguir melhorar. Mas olhando com otimismo, não é uma filosofia do clube que a gente tanto cobra quando o cara contrata o Felipão e depois o Sampaoli? Estou falando de dois tops. Não é filosofia de estilo de treinador? De caras acostumados com base? Zé Ricardo passou pelo salão. E, por consequência, não são caras que têm mercado caro – disse Cléber.

O apresentador André Rizek concordou com o companheiro, mas também destacou a dificuldade financeira. Para o jornalista, Ricardo deveria ter continuado no cargo, pois o problema do Fogão é a fragilidade do elenco.

– O Botafogo está trazendo quem ele pode pagar. Podem ser as duas coisas. Tomara que dê certo, boa sorte ao Barroca. Eu continuaria com o Zé Ricardo. E acho que o Botafogo está jogando, infelizmente, torcedor, aquilo que esse elenco pode. O Kieza perdeu um gol feito contra o Juventude que poderia ter mudado a história do confronto. Mas queriam o quê? Contrataram o Kieza. Acharam que o Kieza era o Jarizinho? – opinou Rizek.

Assista ao vídeo abaixo:

Fonte: Redação FogãoNET