Empresário garante rescisão contratual de Honda sem custos futuros para o Botafogo: ‘Jamais irá prejudicar’

20 comentários

Boletim do C.E.

Boletim do C.E.

Compartilhe

Keisuke Honda em Botafogo x Goiás | Campeonato Brasileiro 2020
Vítor Silva/Botafogo

A torcida do Botafogo sempre fica com a pulga atrás da orelha quando um jogador deixa o clube, independentemente da maneira que for feita rescisão do contrato. É comum alguns atletas acionarem a Justiça pedindo salários atrasados, danos morais, entre outras cobranças. No entanto, no caso de Keisuke Honda, não há esse risco, garante o estafe do meia japonês.

Em contato com o Boletim do C.E, o empresário Marcos Leite confirmou a saída de Honda dizendo que o camisa 4 não prejudicaria o Botafogo financeiramente no futuro.

O agente lembrou que durante a paralisação do futebol brasileiro, por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o meia sugeriu não receber salários do clube.

– Honda vai sair mesmo, ainda não tem data, mas será sem custo. Ele nunca se preocupou com dinheiro, pediu pra não receber salário quando pararam de treinar. Sempre quis ajudar e jamais irá prejudicar o Botafogo, muito pelo contrário – garantiu Marcos Leite à coluna do FogãoNET.

Keisuke Honda deve se pronunciar publicamente nas próximas horas sobre sua decisão para que o rompimento do contrato, que terminaria no dia 28 de fevereiro, seja formalizado. Fora do futebol brasileiro, para 2021, o astro já tem uma proposta do Portimonense, de Portugal.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas