Hoje com 33 anos de idade e vestindo a camisa do Defensor Sporting, do Uruguai, Álvaro Navarro relembrou a “linda passagem” pelo Botafogo em 2015, quando o clube disputou a Série B do Campeonato Brasileiro. Um dos artilheiros do Fogão naquela temporada, o atacante revelou que teve a oportunidade de retornar ao clube e não obteve sucesso.

– Meu melhor momento fora do Uruguai foi no Botafogo. Depois, quando eu estava no México, me chamaram para voltar, mas não deixaram eu ir. O Botafogo foi o lugar que eu me senti mais à vontade. O futebol brasileiro é muito ofensivo, com laterais que sobem com frequência e volantes que atacam. Me adaptei rapidamente e pude fazer muitos gols – contou Navarro em entrevista publicada nesta terça-feira ao jornal uruguaio Ovación.

NA RESERVA – Navarro disputou a Sul-Americana pelo Defensor Sporting (Foto: Reprodução/SporTV)

Navarro também falou, pela primeira vez, sobre a saída do Botafogo para o futebol mexicano, pouco entendida e lamentada pelos torcedores botafoguenses. Na época foi noticiado que não houve um acordo financeiro entre o empresário do jogador e a diretoria alvinegra para renovação do contrato.

– Quando eu cheguei, o time estava em quinto lugar, a cinco pontos do líder. A campanha foi tão espetacular que começamos a ganhar e ganhar, subimos com duas rodadas de antecedência e fomos campeões. Em 15 partidas, fiz nove gols. Foi lindo! Tive a opção de renovar o contrato, mas já tinha dado minha palavra para ir ao Puebla (MEX). Foi uma pena – lamentou.

O uruguaio voltou ao Rio de Janeiro neste mês para enfrentar o Fluminense, pela segunda fase da Copa Sul-Americana. No Maracanã, ele reencontrou o volante Aírton e foi derrotado por 2 a 0.

Veja lances de Navarro pelo Botafogo em 2015: