Carlos Eduardo Sangenetto
04/12/2017
Rio de Janeiro (RJ)

A comoção da torcida do Botafogo com o estado de saúde do atacante Roger, que sofreu recentemente com um tumor nos rins, virou revolta após o jogador ter dito que o clube não deu suporte no tratamento do problema, o que foi desmentido pelo presidente Carlos Eduardo Pereira.

Faixa para Roger, atacante do Botafogo, no Estádio Nilton Santos
Faixa para atacante foi invertida em forma de protesto no Nilton Santos (Foto: C.E Sangenetto/FOGÃONET)

Na tarde deste domingo, no melancólico jogo contra o Cruzeiro, o último do Fogão no ano, uma faixa que um dia foi de apoio a Roger, foi invertida em um dos camarotes do Setor Leste do Estádio Nilton Santos em forma de protesto às suas últimas declarações para imprensa.

Com atuações abaixo do esperado com a camisa 9 do Botafogo em 2017, Roger acertou sua transferência para o Internacional para próxima temporada. O contrato firmado vai até dezembro de 2019 com o clube gaúcho.