O empréstimo do Botafogo no fim do mandato de Maurício Assumpção ganhou um novo capítulo nesta quinta-feira. De acordo com o site ‘GloboEsporte.com’, o clube pediu ao grupo de empresários paulistas, que emprestou R$ 3 milhões ao clube em outubro, a troca de intermediários um mês após o dinheiro ter sido transferido.

No último sábado do dia 15, o clube queria que o advogado carioca César Reis não fosse mais o interlocutor entre os empresários Thiago Ferro, Marcus Sanches e Fernando Garcia. Desta maneira, o grupo enviou a advogada Michelle Cristina Gusman Barreto, também carioca, para ser a nova intermediária.

Reis recebeu R$ 300 mil em sua conta, mas devolveu o dinheiro a Sanchez, que repassou à advogada. Os empresários e o clube foram procurados pela reportagem, mas não quiseram falar sobre o porquê da troca do intermediário.

O Conselho Fiscal do clube já informou que pedirá todos os esclarecimentos e documentos aos envolvidos no caso.

Fonte: Futnet e Globoesporte.com