O Botafogo está próximo de fechar com Yaya Touré. O clube tem conversado com o atleta através da intermediação de Marcos Leite, o mesmo empresário que trouxe Keisuke Honda. As conversas avançaram bastante e uma resposta final é esperada por parte do atleta na quinta-feira.

Banner da loja do FogãoNET para faixa japonesa

O início das negociações foi bastante complicado já que o clube não contava com dinheiro para fazer a operação. A informação da negociação foi vazada quando ela era muito inicial e jogou a torcida contra a diretoria. A irritação, no entanto, se transformou em solução.

Assim como ocorreu com o japonês, a torcida se empolgou e a diretoria correu atrás para realizar uma ‘engenharia’ financeira para trazer Yaya Touré. Torcedores influentes vão entrar com dinheiro para que o meio-campista jogue pelo Botafogo nesta temporada.

“Estamos vendo com calma, estamos pensando, tem muita engenharia financeira para ser feita. Não gastamos, é tudo empréstimo. Não é compra. Salário nós temos condições de pagar. Não tem nada de grande salário. Tem uma parte que é o que ele pode trazer de patrocínio. Salário pequeno e vemos o que pode ajudar com patrocínio”, disse Nelson Mufarrej, presidente do Botafogo.

Fonte: UOL