(FOTO: SSPress)(FOTO: SSPress)

A torcida fez grande festa com direito a mosaico, mas o Botafogo não correspondeu em campo. O time foi derrotado por 1 a 0 pelo Unión Española-CHI e não conseguiu a vitória, que garantiria a classificação para as oitavas de final e a liderança do grupo 2 com uma rodada de antecedência. Com o resultado, o Alvinegro decidirá a vaga contra o San Lorenzo-ARG, em Buenos Aires.

Empolgado com a possibilidade de classificação, o Botafogo iniciou a partida com muita velocidade, sempre priorizando a posse de bola. A empolgação da torcida era tão grande que chegou aos jogadores. Cada falta próxima da área era esperança de gol, o que quase aconteceu. Marcelo Mattos aproveitou rebote, mas chutou fraco na mão de Sánchez.

A pressão inicial exercida pelo Botafogo não rendeu o resultado esperado e o Unión Española-CHI equilibrou o jogo. Os chilenos até tentavam ficar com a bola, mas só levavam perigo nos contra-ataques. Já o Alvinegro ainda buscava a melhor forma de jogar sem Tanque Ferreyra, suspenso – Edílson e Gabriel também.

Mesmo com Henrique, de baixa estatura, o Botafogo buscava as jogadas aéreas, onde o Unión Española levava vantagem. Pelo chão, o Alvinegro encontrava ainda mais dificuldades. Até porque Jorge Wagner e Lodeiro, armadores da equipe, não faziam boa partida. O primeiro inclusive parecia irritar os torcedores, que reclamavam toda vez que ele tocava na bola.

O Botafogo insistia, mas não conseguia criar grandes oportunidades. A torcida percebeu o momento delicado e passou a cantar para dar moral aos atletas. Até mesmo Jorge Wagner, mal no jogo, se inspirou e deu drible desconcertante no adversário. Mas a forte marcação dos chilenos foi o grande destaque do primeiro tempo.

Aos 36min do primeiro tempo, a primeira grande chance do Botafogo na partida. Lodeiro aproveitou bate rebate na entrada da área, e chutou colocado no canto esquerdo de Sánchez, que fez boa defesa, sem dar rebote. Aso 43min, mais um bom momento. Wallyson cabeceou de dentro da área, mas saiu fraca, na mão do goleiro rival. Lodeiro também arriscou da entrada da área e tirou tinta da trave, mas o placar seguiu inalterado até o fim do primeiro tempo.

O Botafogo voltou animado para o segundo tempo e pressionou ainda mais o adversário. Em menos de cinco minutos, duas grandes chances foram criadas. Na primeira, Jorge Wagner chutou forte da entrada da área. No segundo, Henrique, quase na pequena área, chutou em cima do goleiro Sánchez.

O tempo foi passando e agonia tomou conta dos torcedores, que sonhavam com o gol que garantiria a classificação para as oitavas de final. O técnico Eduardo Hungaro tentou mudar o rumo da partida e tirou Henrique para a entrada de Ronny. Com a mexida, Wallyson passou a ser o atacante da equipe.

E foi nesse momento que a partida tomou um rumo completamente inesperado. Jaime recebeu dentro da área, Julio Cesar chegou atrasado e cometeu pênalti. Canales cobrou com categoria e abriu o placar, aos 27min do segundo tempo: 1 a 0. O Botafogo se lançou em busca do empate, mas mal conseguia criar oportunidades de gol. E assim seguiu até o apito final. Noite de decepção no Maracanã.

BOTAFOGO 0 X 1 UNIÓN ESPAÑOLA-CHI

Data/hora: 02/04/2014, às 19h45 (de Brasília)
Local: Estádio jornalista Mário Filho (Maracanã), no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Daniel Fedorczuk-URU
Assistentes: Mauricio Espinosa-URU e Nicolas Taran-URU
Cartões amarelos: Berardo (UES) Julio Cesar e Marcelo Mattos (BOT)
Gols: Canales, aos 27min do segundo tempo
Público: 37.495 (pagantes) 43.293 (presentes)
Renda: R$ 1.940.590,00

BOTAFOGO
Jefferson; Lucas, Bolívar, Dória e Julio Cesar (Renato); Marcelo Mattos (Daniel), Bolatti, Jorge Wagner, Lodeiro e Wallyson; Henrique (Ronny)
Técnico: Eduardo Hungaro

UNIÓN ESPÑOLA-CHI
Sánchez; Currimilla, Ampuero, Navarete e Berardo; Pavez, Chávez (Scotti) e Faravelli (Villagra); Jaime (Vidal), Toro e Canales
Técnico: José Sierra

Fonte: UOL