Bolatti fez o primeiro gol do Botafogo em Presidente Prudente (FOTO: Lancenet!)

Bolatti fez o primeiro gol do Botafogo em Presidente Prudente (FOTO: Lancenet!)

O Botafogo tornou-se o segundo time seguido que ocupa a zona do rebaixamento e consegue vencer o Palmeiras. Nesta quarta-feira, o time do Rio de Janeiro venceu os paulistas por 2 a 0 em Presidente Prudente com gols de Bolatti e Zeballos e conseguiu, inclusive, escapar da posição incômoda, ao chegar nos oito pontos. Os palmeirenses, por sua vez, estacionam nos 12 pontos e se afastam ainda mais do G-4 com a segunda derrota consecutiva após o revés diante da Chapecoense.

O jogo também ficou muito marcado pela polêmica envolvendo Emerson Sheik e Lúcio. O atacante deixou o gramado no 1º tempo declarando que o zagueiro palmeirense é mau caráter e homofóbico. Dentro de campo, a equipe alviverde dominou todas as ações até tomar o gol.

O primeiro tempo foi amplamente controlado pelo Palmeiras. Logo no início de jogo, Diogo chutou de fora da área e quase abriu o placar. Em seguida, foi a vez de Marquinhos Gabriel perder duas chances. Uma de cabeça após cruzamento de Wendel pela direita. Na hora de finalizar, ele cabeceou no chão.

A segunda tentativa surgiu após belíssimo lançamento de Wesley. O meia saiu novamente frente a frente com Renan, mas errou o chute ao tentar colocar por cima do goleiro do Botafogo.

O Palmeiras seguiu pressionando ainda mais e voltou a assustar os cariocas com bom chute de Wesley. O volante bateu forte na entrada da área e viu Renan fazer uma defesa. Fábio, goleiro da equipe paulista, simplesmente não tocou na bola. A única grande tentativa foi de Sheik, que recebeu sozinho e teve um impedimento mal assinalado. Na sequência do lance, ele ainda chutou e marcou o gol.

Sem nenhuma mudança na etapa final, a tônica foi a mesma. O Palmeiras começou dominando amplamente a posse de bola e as chances de perigo. Wesley recebeu de fora da área, deu outro bom chute, que raspou a meta de Renan.

E aí o ditado “quem não faz toma” entrou no jogo. Bollati chutou de fora da área após cobrança de escanteio e venceu Fábio para abrir o placar. Para piorar a situação palmeirense, Wesley, o melhor em campo até então, fez uma falta em Sheik, sofreu o segundo amarelo, e deixou o gramado.

A desvantagem numérica proporcionou ao Botafogo a administração do resultado. Com toque de bola, o time carioca conseguia segurar o resultado e ainda quase ampliou o placar com Zeballos, que driblou Fábio, mas acertou o zagueiro palmeirense em cima da linha. O mesmo Zeballos apareceria aos 49 minutos do 2º tempo para arrancar do seu campo de defesa em contra-ataque e ampliar o placar.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 0 X 2 BOTAFOGO

Data: 28 de maio de 2014, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Local: Prudentão, em Presidente Prudente (SP)
Público: 5681 pagantes
Renda: R$ 163.770,00
Árbitro: Heber Roberto Lopes – SC (FIFA)
Assistentes: Fabio Pereira – TO (FIFA) e Helton Nunes – SC (CBF-2)
Cartões amarelos: Wesley (PAL)  Bolatti, Sheik e Rodrigo Souto (BOT)
Cartão vermelho: Wesley (PAL)
Gol: Bolatti, aos 15 minutos do 2º T  e Zeballos aos 49 min (BOT)

PALMEIRAS: Fábio; Wendel (Rodolfo), Lúcio, Marcelo Oliveira e William Matheus; Renato, Wesley e Felipe Menezes (Bernardo); Diogo, Marquinhos Gabriel (Chico) e Henrique
Técnico: Alberto Valentim

BOTAFOGO: Renan; Lucas, Bolívar, André Bahia e Junior Cesar (Júlio Cesar); Airton, Bolatti (Rodrigo Souto), Edilson e Zeballos; Wallyson (Jorge Wagner) e Emerson Sheik.
Técnico: Vagner Mancini

Fonte: UOL