Henrique passou mais uma vez em branco e foi substituído no segundo tempo (FOTO: Vitor Silva/SSPress)

Henrique passou mais uma vez em branco e foi substituído no segundo tempo (FOTO: Vitor Silva/SSPress)

O Botafogo empatou por 0 a 0 com o Bangu, nesta terça-feira, em São Januário. O time até teve boa atuação no primeiro tempo, mas caiu de produção no segundo tempo e irritou sua torcida. Chances de marcar não faltaram, mas o Alvinegro perdeu muitos gols, não conseguiu alterar o placar  e aumentou a seca dos reservas, que pelo segundo jogo não conseguiu vencer.

A partida iniciou com o Botafogo buscando o resultado. Mesmo com o time de reserva, o Alvinegro conseguiu controlar a partida aproveitando-se do bom gramado de São Januário. O Bangu, no entanto, não estava disposto a perder e se fechou em seu campo defesa. Sem conseguir tocar a bola no ataque, o time de General Severiano passou a arriscar chutes de fora da área.

E dessa forma o Botafogo quase abriu o placar em três oportunidades. Renato tirou tinta da trave, enquanto Rodrigo Souto foi mais preciso e carimbou o poste. Gegê foi outro que tentou de fora da área e assustou o goleiro Rafael. O Bangu respondeu no contra-ataque com Felipe Foca, mas Renan conseguiu fazer boa defesa.

E aí Henrique entrou em cena. Sem marcar gols com a camisa do Botafogo, o atacante passou a ser perseguido pelos torcedores. E as críticas aumentaram ainda mais após o jogador perder um gol de dentro da área. Daniel cruzou para Renato chutar em cima de Rafael. No rebote, ele finalizou na defesa e a bola saiu para escanteio. Alguns minutos depois, o camisa 9 desviou de cabeça cruzamento de Alex, mas a bola saiu pela linha de fundo.

O Botafogo voltou do intervalo com Octávio na vaga de Gegê. O jovem apoiador entrou com personalidade e arriscou algumas jogadas individuais, mas o time não repetiu a boa atuação do primeiro tempo e pouco criava no ataque. E isso beneficiou o Bangu, que passou a sair mais para o jogo e levar perigo ao gol de Renan, como em falta cobrada por Almir aos 10min.

O camisa 10 do Bangu só não abriu o placar aos 17min porque pegou mal na bola. O jogador dominou livre dentro da grande área e buscou o canto direito de Renan, que apenas acompanhou a bola saindo pela linha de fundo. E quando o Botafogo volrou a dominar a partida, mais uma vez os atacantes mostraram imcopetência nas finalizações.

Sem Henrique, coube a Yguinho a missão de perder gols. O atacante não conseguiu aproveitar o rebote em cabeçada de Renato, e quase na pequena área, conseguiu chutar para fora. Sassá entrou na vaga de Rodrigo Souto. Mas já não havia tempo para muita coisa. Apesar de usar a equipe reserva, mas uma noite de decepção, desta vez em São Januário.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 0 X 0 BANGU

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 21/1/2014 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Daniel de Souza Macedo (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Pereira Joia (RJ) e Thiago Rosa de Oliveira (RJ)
Público e renda: 1.665 pagantes e 1.942 presentes/ R$ 32.450,00
Cartão amarelo: Airton (Botafogo)
Gols:

BOTAFOGO: Renan; Alex, Dória, Dankler e Lima; Airton e Rodrigo Souto (Sassá, 29’/2°T); Gegê (Octávio, intervalo), Renato e Daniel; Henrique (Yguinho, 15’/2ºT) – Técnico: Eduardo Hungaro.

BANGU: Rafael, Douglas Tuchê, Luiz Fellipe, Carlos Renan (Rafael Sales, 27’/2°T) e Bruno Santos; Raphael Azevedo, Christiano, Felipe Foca (Gabriel Galhardo, 27’/2°T) e Almir; Wendel (Rodrigo Pinho,37’/2°T) e Willen – Técnico: Mazolinha.

Fonte: UOL (texto) e Lancenet! (ficha)