Apesar do pouco tempo à frente da equipe do Botafogo, o técnico Eduardo Hungaro já começa a vislumbrar as primeiras modificações em relação ao time e ao esquema tático que Oswaldo de Oliveira aplicou durante os dois anos que dirigiu o elenco.

Como já perdeu Seedorf e Rafael Marques está perto de deixar o Glorioso, o treinador afirmou que pretende pôr o time com três volantes e dois atacantes.

– Há uma tendência de alterar o sistema. Perdendo o Rafael e o Seedorf, acho importante que o sistema se adapte aos jogadores que temos. Imagino um tripé na frente da defesa e com o Jorge Wagner na frente, que está muito bem fisicamente, magrinho. E dois homens na frente. Estou apontando nessa direção – disse Hungaro, em entrevista ao programa “Bem, Amigos”.

Hungaro também aproveitou para tecer elogios ao volante Bolatti, recentemente contratado do Internacional. Segundo o comandante, o camisa 5 (primeiro volante) tem de ser o craque do time:

– Na minha concepção, o 5 tem de ser o craque do time. É uma coisa que vi muito lá fora. O Bolatti tem me impressionado positivamente. Tenho o posicionado na frente dos zagueiros, para que tenhamos uma boa saída de bola, tudo começa nela. O jogo é jogado ali, não há jogo de futebol que a bola passe menos naquele setor.

Fonte: Lancenet!