Falta de ousadia? Falta de coragem? Nada disso. O técnico Oswaldo de Oliveira isentou os jogadores de culpa na derrota por 2 a 1 para o Coritiba, neste domingo, no Couto Pereira. Para o treinador, os atletas alvinegros “fizeram o que puderam”.

– O Botafogo fez o que pôde, tentou o tempo todo, inclusive no primeiro tempo foi o time mais organizado. O Coritiba aproveitou muito bem a bola parada, infelizmente não fomos eficientes na marcação embora isso tenha sido prevenido. Não houve nenhum deslize de ninguém, todos tentaram o que puderam – disse.

Apesar da situação difícil na briga por uma vaga na Copa Libertadores, Oswaldo de Oliveira manteve o discurso de acreditar até o fim, enquanto houver esperança. O Botafogo encerra sua participação no Campeonato Brasileiro no próximo domingo, contra o Criciúma, no Maracanã.

– Vamos até o último instante, enquanto houver vida há esperança. Temos um confronto direto hoje (Grêmio x Goiás). Não era o que a gente esperava, esperávamos ir para o jogo de domingo com uma expectativa maior, mas não vamos desistir – finalizou.

Fonte: Redação FogãoNET