O Palmeiras não quer enfrentar o Botafogo na próxima quarta-feira, às 19h30, em Presidente Prudente. O departamento jurídico da equipe paulista articula uma mudança da tabela pelo fato da delegação ainda não ter deixado Chapecó por causa das péssimas condições meteorológicas. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa. O treino previsto para a tarde desta segunda-feira foi cancelado.

O primeiro pedido dos advogados palmeirenses será para que a partida seja, ao menos, adiada para quinta-feira. O fato do jogo ter transmissão apenas do Premiere será usado como argumento.

Outro fator fica por conta do adiamento da partida entre Sport e Bahia, marcado, inicialmente, para 5ª rodada, no fim de semana passado. Por falta de segurança por causa da greve da Polícia Militar, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) adiou o jogo para o dia 04 de junho.

O gerente de futebol, Omar Feitosa, explicou como será o procedimento. “Esperaremos o posicionamento da CBF, esse será o nosso procedimento. Comunicamos a CBF e estamos esperando o retorno dela. Comunicamos o nosso problema, que estamos aqui ainda (em Chapecó) e com o voo marcado para amanhã (terça-feira) de manhã. Aguardaremos a CBF se pronunciar e falar a próxima data do jogo, caso haja algum tipo de adiamento”, disse o dirigente ao site oficial.

“A distância é grande para sairmos de ônibus, o desgaste é grande e corremos o risco de perder um ou dois atletas por causa do desgaste da viagem. Por mais que seja um ônibus confortável, o desgaste é grande. O dia do jogo está muito próximo, e não sabemos ainda qual será a próxima data, se houver alteração. A única certeza é de que a nossa saída está marcada para amanhã de manhã”, completou.

A programação inicial dizia que a delegação palmeirense iria para Prudente na terça-feira, às 17h. O problema é que, com o aeroporto fechado, a alternativa alviverde foi ir para Campinas na terça-feira, saindo de Chapecó às 10h45. De lá, pega um ônibus para São Paulo em seguida.

O Palmeiras chegou a ir para o aeroporto da cidade de Santa Catarina, esperou no local, mas a aeronave que faria o trajeto não conseguiu aterrissar em Chapecó e foi parar em Passo Fundo. Com isso, a delegação palmeirense voltou para o hotel.

O Palmeiras perdeu de 2 a 0 do Chapecoense no último domingo. O revés diante do então lanterna foi até motivo para repercussão em jornais argentinos.

O time do Palestra Itália terminou a 7ª rodada do Brasileirão com 12 pontos, na 5ª colocação, um ponto atrás do Grêmio, o pior time do G-4. O Cruzeiro aparece na liderança com 16 pontos.

Fonte: UOL