O Botafogo teve uma manhã mais calma nesta terça-feira, um dia depois de cerca de 30 torcedores invadirem o estádio Eustáquio Marques, em Curicica, Jacarepaguá, para realizar protesto. Com a segurança reforçada e sem torcedores exaltados nas arquibancadas, o treinador Vagner Mancini comandou trabalho tático com os seus jogadores. Ele repetiu o time que empatou com o Vitória, na última rodada do Campeonato Brasileiro.

O clube alvinegro tem pouco tempo para deixar o tropeço para trás. A equipe enfrenta o Palmeiras, às 19h30 desta quarta-feira, no Prudentão. Em crise, o Botafogo segue na degola do Brasileiro, com apenas cinco pontos conquistados e na 17ª colocação.

Mancini irá repetir a escalação do Botafogo, que entrará em campo com: Renan; Lucas, Bolívar, André Bahia e Junior Cesar; Airton, Bolatti, Edilson e Zeballos; Wallyson e Emerson Sheik.

Com a proteção de seguranças do Botafogo, o time titular alvinegro trabalhou com ênfase na saída de bola. As bolas paradas também foram prioridade de Mancini, que liberou os atletas para um rachão logo na sequência.

O Botafogo tenta sair da crise com duelo fora de casa. Com apenas uma vitória no Brasileirão, o clube carioca viaja para enfrentar um Palmeiras em busca do G-4. O time alviverde aparece na 5ª posição da tabela, com 12 pontos.

Fonte: UOL