A partida marcará também o reencontro do Botafogo, com Almir, principal revelação do clube em 2003, quando o Alvinegro foi vice-campeão da Série B e retornou à primeira divisão do Campeonato Brasileiro. O jogador mostra carinho ao falar do ex-clube, mas deixa claro que o sentimento ficará fora das quatro linhas.

“É até estranho para mim, pois tenho uma identificação muito grande com o Botafogo e sua torcida. Quando encontro os torcedores nas ruas, eles lembram com carinho daquela campanha que fizemos em 2003. Fico muito feliz com o crescimento do clube. Sempre acompanhei os jogo por onde passei, sou muito grato”, afirmou Almir.

“Mas defendo o Bangu e quero sair vitorioso dessa partida. Uma vitória seria muito importante para nos dar moral para o restante do campeonato. Se eu fizer gol, assim como fiz em 2012, vou comemorar. É um momento maravilhoso e tem que ser festejado, independentemente do meu carinho e respeito pelo Botafogo”, concluiu.

Fonte: UOL