Bota: troca de parceria atrasa acesso de sócios no Maraca

Compartilhe:

Acostumados a entrar no Engenhão em dias de jogo com seu cartão, os sócios do Botafogo não têm encontrado a mesma facilidade para os confrontos da equipe no Maracanã. No novo estádio, esses torcedores precisam trocar seus ingressos com antecedência ou encarar longas filas momentos antes de cada partida. A situação já era para ter sido resolvida, mas o Alvinegro decidiu mudar de parceria, o que gerou um pequeno atraso nesse processo.

Desde que fechou parceria com o Maracanã, em 6 de agosto, o Botafogo disputou cinco jogos no estádio e em todos eles os sócios não puderam utilizar o benefício. Segundo o Botafogo, existe um problema de incompatibilidade na tecnologia das catracas da arena com os cartões desses torcedores.

Porém, a incompatibilidade tecnológica não é a única explicação. O Botafogo está também trocando a Outplan, operadora que também faz a bilhetagem do Maracanã, pela Golden Goal. Essa negociação está atrasando ainda mais a atualização dos cartões dos sócios, que tiveram que se adequar às catracas já existentes no estádio. A base de dados já foi passada de uma empresa para outra e o anúncio oficial deverá ocorrer na próxima semana.

“Encontramos um pouco mais de dificuldades do que esperávamos, mas já era para ter acontecido essa troca. Queremos que nosso torcedor tenha a comodidade que encontrava no Engenhão. Vai acontecer, mas peço um pouco de paciência, pois não estamos com poucos problemas para resolver no Botafogo”, disse o diretor executivo do Botafogo, Sergio Landau, ao UOL Esporte.

Segundo o Botafogo, os sócios não terão que mudar de cartão após a troca da Outplan pela Golden Goal, já que as empresas dividiram informações com o objetivo de não afetar o torcedor. O Alvinegro queria fazer o anúncio antes dessa quarta-feira para que tudo fosse normalizado para o jogo contra o Bahia, no próximo domingo, o que não ocorreu. Assim, a previsão é que eles possam entrar de forma direta com seus cartões no jogo contra a Ponte Preta, no sábado, dia 28.

O Fluminense passou por problema parecido, mas já consegue oferecer a seus sócios o direito de entrar no estádio sem a necessidade de realizar uma troca com antecedência. No entanto, o Tricolor ainda sofre com alguns problemas, como casos de torcedores que são ‘barrados’ nas catracas e precisam dar nome completo e numero de documentação aos funcionários do Maracanã antes de ter a entrada liberada.

“Tiramos o primeiro mês de operação no estádio para a melhor adequação possível dentro da realidade do estádio. O clube está satisfeito com o status atual, porém enxerga a possibilidade de grandes avanços ainda a serem implementados, como a integração do sistema de venda online da operadora com o estádio”, afirmou Carlos Eduardo Moura, gerente de arenas do Fluminense.

Através de sua assessoria de imprensa, a concessionária do Maracanã, por sua vez, disse que as catracas são as mais modernas disponíveis no mercado e afirmou que os clubes é que precisam se adequar, como ocorreu com o Fluminense e acontecerá com o Botafogo.



Fonte: UOL
Comentários