Flamengo e Botafogo fazem um começo de campeonato horroroso, indigno de suas tradições e, pelo menos, em tese, já se habilitam ao rebaixamento. É menos provável que esse vexame aconteça com o Flamengo que, além da expectativa de reforços no recesso da Copa, tem uma histórica tradição de dar a volta por cima nos momentos de sufoco.

O Botafogo corre mais riscos porque, com salários atrasados e um elenco muito ruim, fica à beira do abismo. Até agora, em 21 pontos disputados, o Flamengo ganhou seis e o Botafogo, cinco. Isso representa um percentual de aproveitamento de menos de 30% e se sabe que a garantia para não cair supera os 40%.

Tá feia a coisa. Pior é que os novos técnicos, pressionados pelas responsabilidades, estão mexendo muito nos times à procura de um solução e isso só agrava a falta de entrosamento. Falta um pingo de criatividade no meio-campo dos dois times e as defesas têm carências. Completo, o ataque do Flamengo é melhor e o do Botafogo depende de um solitário Sheik. O futebol da dupla anda duro de ver, como nos dois tristes empates de domingo.

Fonte: Coluna do Márcio Guedes - O Dia Online