Coluna: ‘O Botafogo é uma grande vergonha. Se não mudar, vai para a Série B’

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Botafogo é uma grande vergonha

Emerson Sheik tem toda a razão ao dizer que a CBF é uma vergonha estando implícito que o nosso futebol atravessa fase vexatória e constrangedora. Mas isso nada teve a ver com o jogo entre Botafogo e Bahia ou a melancólica campanha alvinegra. O árbitro mineiro acertou e errou, não influiu no resultado do jogo e foi tão ruim como a maioria. O Botafogo jogou fora um resultado favorável porque os seus jogadores estão desequilibrados e há várias partidas vêm sendo expulsos.

Com um clima político tenebroso, salários atrasados, sem comando e só com Wilson Gottardo dando as caras no futebol, o time se encaminha para o matadouro como gado condenado. O presidente Maurício Assumpção se perdeu, envolveu-se em escândalos, não pagou impostos e agora se esconde deixando o clube à deriva. Se nada mudar com urgência, a Segundona é uma certeza e o clube terá que começar tudo de novo exigindo um árduo trabalho de reconstrução. É como se o Botafogo, depois de subir uma longa escadaria, rolasse todos os degraus e voltasse a 2002.

Circo de horrores

Emerson Sheik teve comportamento suspeito e prejudicial ao Botafogo, dando até a impressão de que resolveu tumultuar. Ele vinha até jogando bem, mas atrapalha o time com seguidas suspensões. A relação custo-benefício está ruim e ele parece figura à parte no contexto. Isso não impede de se concordar que existe lei de mordaça para silenciar opiniões contrárias, e o STJD tem poderes ilimitados, com dois pesos e duas medidas com critérios obscuros e legislação obtusa.

Notícias relacionadas