Contra o Santos, Botafogo terá time com média de 28,7 anos

Compartilhe:

Pode-se dizer que a escalação inicial do Botafogo na partida contra o Santos será atípica. Afinal, depois de revelar e dar oportunidade a novos valores como Dória e Vitinho nas últimas duas temporadas, a média de idade da equipe alvinegra que entrará em campo hoje é bem mais elevada: 28,7 anos.

A mudança deve-se principalmente pela manutenção de Renato e Edilson nos lugares dos garotos Gabriel e Gilberto, que ainda buscam a melhor forma física após lesões musculares e devem retornar ao time na quarta-feira, contra o Cruzeiro. O experiente volante tem 34 anos, 13 a mais que Gabriel. Edilson tem 27 anos, sete acima de Gilberto, antigo titular.

Além disso, o goleiro Jefferson retorna ao time depois de três jogos fora por estar defendendo a Seleção Brasileira. Na ausência dele, Renan, de 24 anos, e Milton Raphael, de 22, ocuparam a vaga.

Os mais novos da equipe são o zagueiro Dória, de 18 anos, e o iluminado Hyuri, que completará 22 anos no próximo dia 26.

– Os jogadores experientes aqui já foram campeões e sabemos como é. Existe uma tranquilidade, para jogar com alegria e responsabilidade. Mas não é só dar responsabilidade. É mudar o jeito do garoto jogar. Se está no um contra um, tem que tentar a jogada sem medo de errar – disse o volante Renato.

Caso falte gás no jogo, Oswaldo de Oliveira olhará para o banco e verá muitos jovens como Octávio, Lima e Alex. O jogador mais rodado será André Bahia, de 29 anos e com passagens pelo futebol europeu.

Mas até neste ponto a partida promete ser equilibrada, já que, do outro lado, o Peixe também apresentará uma equipe mais experiente do que o normal. Historicamente, a equipe da Baixada Santista é conhecida pelo grande número de jovens craques revelados – Pelé e Neymar, para ficar entre os principais. E agora o time também possui uma média de idade elevada. Como exemplo, a dupla de zaga será formada por Edu Dracena, 32 anos, e Durval, 33 anos.



Fonte: Lancenet!
Comentários