Estou voltando para casa: após 3 anos, Fla x Bota no Maraca

Compartilhe:

Chega de saudade. De espera. De só ficar na vontade de ver o time do coração no Maracanã. Foram mais de mil dias sem o estádio. Semanas, meses, anos. O velho Maraca não existe mais, está completamente remodelado e moderno, mas torcedores de Flamengo e Botafogo terão um domingo das antigas. O dia 28 de julho ficará marcado pelo retorno do clássico ao seu principal palco. As equipes se enfrentam às 18h30m (de Brasília), pela nona rodada do Brasileirão. A última vez que isso ocorreu foi em 14 de julho de 2010, também pelo nacional. O Rubro-Negro venceu por 1 a 0, gol de Paulo Sérgio.

Dos atuais jogadores do Flamengo, só Léo Moura participou daquela partida. O Flamengo atual, de Mano Menezes, é cheio de caras novas e tenta criar uma identidade. O desempenho contra o Inter, domingo passado, agradou apesar da derrota em Caxias do Sul. A impressão foi melhor que o resultado, já que o time conseguiu fazer uma partida equilibrada diante do atual líder. A situação na tabela é que é incômoda. Com nove pontos, o Flamengo está apenas na 15ª posição.

Confiante com a boa campanha na temporada, o Botafogo entra em campo com um histórico de apenas quatro derrotas no ano, o título do Carioca, a vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil e a segunda colocação no Campeonato Brasileiro. O tabu de 13 anos sem vencer o rival no Brasileiro não incomoda, e o time vem consolidando a sua escalação, mesmo depois das saídas de jogadores importantes como Fellype Gabriel e Andrezinho.

O PremiereFC 1 e o PremiereFC HD exibem o jogo, que será acompanhado pelo GLOBOESPORTE.COM em Tempo Real e com vídeos exclusivos.
 

header as escalações 2

Flamengo: Mano Menezes só vai divulgar a equipe 45 minutos antes do início do clássico. A única dúvida é o meia-atacante Gabriel. Recuperado de uma lesão na coxa direita, ele está relacionado, mas o treinador não disse se ele começa entre os titulares ou fica no banco. Caso não inicie, Bruninho é um dos cotados. O volante Victor Cáceres ainda se recupera de um problema muscular na coxa direita e está fora. Diego Silva continua no time. A formação provável: Felipe, Léo Moura, Wallace, González e João Paulo; Diego Silva, Elias, Gabriel, Carlos Eduardo e Paulinho; Marcelo Moreno.

Botafogo: o técnico Oswaldo de Oliveira tem conseguido manter uma sequência em sua escalação. No clássico, ele vai com a mesma formação da derrota para o Figueirense, pela Copa do Brasil, quarta-feira, quando conseguiu a classificação para as oitavas de final nas cobranças de pênaltis. O time entra em campo com Jefferson, Gilberto, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Lodeiro, Seedorf e Vitinho; Rafael Marques.
quem esta fora (Foto: arte esporte)

Flamengo: o volante Cáceres, se recuperando de um problema na coxa direita, e André Santos, fora de forma e ainda sem previsão de estreia.

Botafogo: o lateral-direito Lucas, que fraturou o tornozelo esquerdo na derrota para o Grêmio, e o meia Cidinho, submetido a uma cirurgia no joelho direito em maio. Octávio também não está à disposição depois de uma cirurgia no punho direito. Bruno precisou retirar uma verruga da sola do pé esquerdo e está fora.
 

header pendurados (Foto: ArteEsporte)

Flamengo: Léo Moura, Luiz Antonio e Víctor Cáceres.

Botafogo: Lucas, Renan e Vitinho.

 

header o árbitro (Foto: ArteEsporte)

Péricles Bassols Cortez (RJ) apita a partida, auxiliado por Rodrigo Pereira Joia (RJ) e Luiz Claudio Regazone (RJ). O árbitro trabalhou em três jogos desta edição do Brasileiro: Grêmio 1 x 1 São Paulo, Bahia 0 x 2 Corinthians e Goiás 2 x 1 Portuguesa. Ele tem média de 5,3 cartões amarelos aplicados e puxou o cartão vermelho apenas uma vez. Ainda não marcou pênaltis e tem média de 40,6 faltas assinaladas por confronto. O campeonato tem média de 4,2 cartões amarelos e 0,2 cartões vermelhos. São 33,5 faltas em média por partida e 0,2 pênalti por confronto.

 

header_estatisticas (Foto: arte esporte)

Flamengo:  o Rubro-Negro defende uma invencibilidade de 20 jogos contra o Botafogo em confrontos do Campeonato Brasileiro. A última derrota aconteceu em 2000. Apesar de ser o segundo time que mais finaliza (133) – perdendo apenas para o São Paulo, que tem dois jogos a mais – o Flamengo é um dos piores ataques da competição, com apenas oito gols marcados. Em média, a equipe faz um gol a cada 17 finalizações. Além disso, está apenas em sétimo entre os que mais criam chances de gol, revelando que a equipe demonstra ansiedade para chutar à meta adversária.

Botafogo: o Glorioso é o segundo entre os que menos roubam bolas na competição (88). Além disso, é o sexto que mais comete faltas e precisa se resguardar nas chances criadas em bola parada pelo adversário. Com 64 gols marcados no ano, o Botafogo tem nos seus meias o segredo para chegar à meta adversária: Seedorf e Lodeiro são os artilheiros da equipe, com dez gols cada. A equipe está em terceiro lugar somando as defesas difíceis de Renan e Jefferson, mostrando que a defesa dá espaços e obriga o goleiro a trabalhar bastante na partida.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários