A derrota em casa para o Bahia neste sábado no estádio Nilton Santos acendeu o sinal de alerta no Botafogo e fez com que os experientes chamassem a responsabilidade no momento de pressão no Campeonato Brasileiro, com a equipe próxima da zona de rebaixamento.

Vaiado após lance inusitado quando perdeu sua chuteira no segundo tempo, o volante Rodrigo Lindoso, que foi capitão da equipe, disse que é preciso “segurar a barra”.

“Os mais experientes precisam segurar essa onda agora. Eu, como um dos líderes da equipe, peço desculpas para quem veio até aqui (no Nilton Santos). Estamos nos dedicando, mas hoje não tivemos capacidade de colocar a bola para dentro”, declarou o jogador ao Sportv após a partida.

A preocupação é, principalmente, com os mais jovens que têm sofrido cobranças, como o lateral direito Marcinho e o goleiro Saulo. Além deles, o time também ouviu das arquibancadas os gritos de “time sem vergonha”, algo que o técnico Zé Ricardo rebateu.

“A torcida está no seu direito, uma frase velha, tem direito de reclamar, mas sem dúvida esse grupo não é sem vergonha, trabalha muito. Posso falar com tranquilidade, tem muito brio e vai provar isso nas próximas partidas”.

Faltando agora oito partidas para o término da competição, o Botafogo visita o Atlético-PR, no próximo sábado (27), na Arena da Baixada (PR).

Fonte: UOL