Além da polêmica dentro do Vasco, o treinador também se envolveu em um entrevero judicial com seu ex-clube, o Botafogo. Em outubro, o clube teve a penhora de R$ 1,5 milhão determinada numa ação judicial movida pelo atual comandante vascaíno. “O Botafogo me deve contratos, e fui reclamar por eles. Como todo ser humano faria, senão eles perderiam a validade. E aí o Ministério da Fazenda e a Justiça Federal vieram me cobrar por um dinheiro que eu teria recebido do Botafogo, só que eu não recebi. Como vou pagar por uma coisa que não recebi? Por isso, a ação judicial”, explicou.

Fonte: Fox Sports