O momento do Botafogo é delicado e, neste sábado, a missão é bater o Atlético-PR, que não perde na Arena da Baixada há dez partidas pelo Campeonato Brasileiro. A pressão da torcida botafoguense cresceu, e Rodrigo Lindoso, um dos líderes do elenco, foi à entrevista coletiva nesta quinta-feira para responder sobre a atual fase.

Artilheiro da Era Zé Ricardo, com quatro gols (e oito na temporada), Lindoso comentou sobre os bons números quando questionado a respeito das vaias que recebeu no último jogo, quando o Alvinegro saiu derrotado para o Bahia.

– Talvez esse meu crescimento passe pela posição que Zé tem me colocado, mais à frente, como segundo volante, como prefiro, pisando mais na área. Em relação às críticas. Algumas são muito injustas. Tenho minha personalidade e meu jeito de ser. Entendo a cobrança e aceito. Quero que venham em cima de mim até pela experiência que tenho. Tenho que levar junto com Carli, Jefferson levar experiência para os mais jovens – disse o camisa 5.

Rodrigo Lindoso não quis confirmar o retorno de Leo Valencia. E sobre o confronto de sábado, o volante externou a importância de uma vitória, alijando a possibilidade do empate, considerado ruim para a equipe carioca.

– O empate é um ponto só, não queríamos ter essa estatística. Tiveram alguns jogos que saíamos na frente e não conseguimos controlar a vantagem logo em seguida. É uma das coisas que procuramos consertar, ter mais controle de jogo, isso é muito importante. Precisamos voltar a vencer – salientou Lindoso.

O duelo entre Atlético-PR e Botafogo será realizado neste sábado, às 21h (de Brasília), pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Uma derrota alvinegra pode significar a entrada na zona do rebaixamento, agora distante por apenas dois pontos – após a vitória do Ceará na última quarta-feira.

Fonte: Terra