MP-RJ prorroga prazos e diz que não fechará o Maracanã

Compartilhe:

Após solicitação do Complexo Maracanã S.A., responsável pelo estádio, o Ministério Público do Rio de Janeiro concedeu nesta quarta-feira a prorrogação de 30 dias para o envio dos novos laudos que garantem a segurança depois de sua reforma estrutural. O contato inicial havia sido feito em 21 de agosto e exigia justamente um mês para a reunião da documentação, o que não será possível. Segundo a nota oficial do órgão carioca, não há pedido para fechamento do Maracanã, risco aventado recentemente.

Embora o MP-RJ confirme o recebimento das exigências por lei do estado do Rio de Janeiro, estes não estariam de acordo com especificações técnicas da portaria 124/2009 e do decreto 6795/2009, ambos do Ministério do Esporte. CBF e Ferj já foram notificados sobre a necessidade de novos laudos para o estádio, mas não se pronunciaram até o momento. O objetivo é “verificar se o local está atendendo às regras técnicas para seu funcionamento”.

Ainda antes da Copa das Confederações, o estádio, à época ainda administrado pelo Governo do Estado, passou pela mesma situação justamente por conta dos laudos. Na época, o pedido do MP-RJ foi derrubado por conta de uma liminar conseguida pelo Governo.

Confira abaixo o comunicado do MP-RJ:

“O Ministério Público expediu ofício ao Consórcio Maracanã S.A. e à CBF para requerer laudos referentes à segurança do estádio. O objetivo é verificar se o local está atendendo às regras técnicas para seu funcionamento. Não há pedido para fechamento do estádio. O MPRJ concedeu nesta quarta-feira (18/09), a pedido da Concessionária, mais 30 dias para o cumprimento da exigência. A CBF ainda não se manifestou sobre os laudos.



Fonte: Globoesporte.com
Comentários