Excepcionalmente neste domingo não vou dar meus ‘Pitacos’ porque não acompanhei a rodada do Campeonato Brasileiro. No momento em que estou escrevendo esse post em instantes vou embarcar de Portugal rumo ao Brasil para voltar às minhas atividades. Portanto só gostaria de voltar a uma questão que vem me deixando intrigado: será que o Corinthians que abriu mão do Emerson Sheik ou foi o jogador que abriu mão do clube?

Poxa vida! Contra o Vitória ele fez o quinto jogo pelo Botafogo e marcou seu quarto gol. Ou seja, tem uma média de quase um gol por partida. A história que foi passada ao público é que ele não tinha mais espaço no elenco do Mano Menezes. Tanto é que o ex-camisa 11 foi praticamente escorraçado do Timão. Não só liberaram o cara de mão beijada para o Fogão mas pagam boa parte de seus salários (talvez o total depois da transferência do uruguaio Lodeiro).

Mas esse desempenho do Emerson no Botafogo me deixa com uma pulga atrás da orelha. Será que ele não quis jogar com o Mano e fez corpo mole? Ou será que o Mano foi forçado pela diretoria a mandá-lo embora? Se foi isso que aconteceu a cúpula diretiva corintiana não só prejudicou o time tecnicamente, que está precisando de jogador de qualidade lá na frente, como maltratou um dos maiores ídolos recentes do Corinthians. Isso é gravíssimo.

Juro que gostaria de ouvir a verdade nesse caso. Só pra entender a real postura dessa diretoria do clube. E enquanto o Corinthians precisa de atacantes, o Emerson vai fazendo gols pelo Botafogo. Vai entender, hein?

Fonte: Blog do Neto - UOL