A diretoria do Botafogo encerrou oficialmente as negociações com o volante marfinense Yayá Touré. Porém, está longe de desistir do jogador. O acerto com ele não aconteceu apenas por causa de questões familiares. A família do atleta não estaria tão disposta a vir para o Brasil. Pelo menos não até terminar o ano letivo dos filhos do jogador, o que acontece em maio.

Neste cenário, Yayá Touré não poderia vir antes do começo do Campeonato Brasileiro, o que fez a diretoria do Botafogo encerrar as negociações, porém, com o cuidado de deixar as portas abertas. Afinal de contas, o diálogo foi bem positivo.

Apesar de teoricamente encerrar a negociação com o marfinense, que já defendeu Milan e Manchester City, o Botafogo não estuda nenhuma outra contratação de grande porte. Vale lembrar que o projeto do clube virar empresa deve sair do papel em maio e isso mudaria o orçamento previsto para o departamento de futebol. Nos bastidores a diretoria trabalha com investidores europeus muito interessados, além do já conhecido contato com os chineses.

Dentro de campo o Botafogo segue se preparando para o duelo contra o Flamengo marcado para este sábado, às 19h (de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pela segunda rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca.

No treino previsto para esta quinta-feira o técnico Paulo Autuori deve definir a escalação que pretende mandar a campo. O Glorioso venceu o Boavista por 2 a 1 na estreia e precisa de um novo triunfo para se manter na zona de classificação para as semifinais.

Fonte: Gazeta Esportiva