Vindo de derrota para o América-MG, o Botafogo busca se recuperar neste Brasileirão no domingo, diante do Vitória, no Nilton Santos. Contudo, o jogo no Independência ainda repercute. Até por isso, Alberto Valentim se defendeu sobre as críticas em relação a exibição alvinegra em jogos fora do Rio de Janeiro e projetou uma maior evolução até a parada para a Copa do Mundo.

– Às vezes as pessoas enxergam o trabalho, mas se o resultado não vier… Vi a matéria que foi feita do melhor e pior jogo. Foi eleito o pior o que nós perdemos e não concordo. Meu pior jogo foi o que nós vencemos, contra o Fluminense. Não da boca para fora que precisamos melhorar todo dia. Estamos tentando nos fortalecer e esperamos fazer um bom campeonato. O desafio e nos mantermos o mais alto possível no Brasileiro – afirmou o técnico.

Um dos fatores necessários para o Botafogo evoluir dentro do Brasileirão, na opinião de Valentim, é o aproveitamento do ataque. Com seis gols marcados em seis jogos disputados, a equipe ainda sofre para balançar as redes rivais.

– Precisamos melhorar esses números. Mas não é culpa só dos três da frente. A gente precisa fazer com que a bola chegue. No Carioca, fizemos bem. Temos procurado alguns treinamentos de finalização. Algumas vezes, a gente joga melhor, outras não joga e vence… São detalhes que precisamos melhorar. Isso acontece em todos os clubes. A gente precisa evoluir a cada dia – completa.

MUDANÇAS PARA O JOGO 

Além da entrada de Yago no lugar de Carli – suspenso – na linha de defesa, o Botafogo deve ter outras mudanças no seus 11 iniciais diante do Vitória. Nos últimos treinos, Alberto Valentim testou a volta de Moisés – no lugar de Gilson – e a entrada de Kieza na vaga de Renatinho, formando uma trinca no ataque. Até por isso, a atividade de sábado será decisiva para a definição da equipe.

No ataque, ainda existe a expectativa sobre a entrada de Aguirre, que estreou no clássico diante do Fluminense. Contudo, Valentim manteve a cautela.

– Quando cito o Aguirre, não quer dizer que será titular. Ele chegou atrasado nessa condição (física) para jogar. Para o jogo, até amanhã (domingo), vamos decidir os atacantes – completou o comandante alvinegro nesta sexta-feira.

Fonte: Terra