Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 00:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Treinador lamenta excesso de desfalques em Brasília: ‘Usamos quase um time B’

0 comentários

Compartilhe

Após a derrota do Botafogo para o São Paulo por 4 a 2, na noite desta quarta-feira, em Brasília, o técnico Vagner Mancini falou osbre a expulsão infantil do volante Aírton, que pisou na cabeça de Alexandre Pato e comprometeu uma possível reação do time carioca que, àquela altura, perdia por um gol de diferença. Perguntado se pretende conversar com o atleta, o treinador admitiu que não descarta a possibilidade.

– Não tenha dúvida de que (iremos conversar), sim. Ele exagerou, foi expulso de forma justa. Dois minutos antes, ele tinha roubado uma bola e feito um lindo lançamento para o Wallyson – lembrou Mancini, completando. — Essa conversa já houve. O Aírton é um atleta de força, de marcação e cresceu de produção assustadoramente. Mas hoje (quarta), ele lembrou aquele Aírton que existe dentro dele, mas diminuído por ter se tornado um dos melhores do time. Hoje, ele teve essa recaída.

Além da expulsão de Aírton, outro fator que claramente dificultou a tarefa do Glorioso contra o Tricolor paulista foi a quantidade de ausências no elenco. Ao todo, dos atletas que vinham sendo utilziados nos últimos jogos, nove foram desfalques para a partida no Mané Garincha.

– Alguns atletas atuaram dentro de setores que nunca tinham jogado, Uns saíram por cansaço, outros entraram quando a equipe já estava com um a menos. Se o Botafogo estivesse inteiro, o jogo já seria dificil porque o São Paulo vive excelente fase. Em boa parte do tempo, fizemos frente, empatamos e viramos. O Wallyson ficou cara a cara com o Rogério Ceni, poeríamos ter empatado. Mas isso é futebol, não dá para saber o que vai acontecer. No dia a dia vamos tentando fortalecer o time, melhorar dentro do campeonato que dura oito meses. Mas hoje, especificamente, usamos quase um time B – disse.

O elenco alvinegro realiza um rápido treino na manhã desta quinta, ainda em Brasília, antes do retorno ao Rio de Janeiro. Somente quando comandar uma atividade na tarde de sexta, no Engenhão, Mancini começará a ter noção do time que poderá mandar a campo no domingo, contra o Internacional, em Porto Alegre. Dankler, Ramírez e Bolatti voltam de suspensão. Edílson deve deixar o departamento médico, ao contrário de Emerson, que com uma amigdalite, preocupa mais. Em caso de derrota no Sul, o Alvinegro pode voltar à zona de rebaixamento.

Comentários