O volante Jean, que hoje defende o Botafogo emprestado pelo Corinthians, tem uma passagem de um ano e meio pelo Estudiantes, da Argentina – é um dos raros casos na história recente (de brasileiros na Argentina). Ele foi descoberto ainda adolescente, em Brasília, por um empresário uruguaio que conseguiu um período de testes no time de La Plata.

“Tínhamos um parceiro de negócios que conhecia um argentino e falou que o Estudiantes gostaria de ter um brasileiro novo para apostar. Eu sempre vi que o Jean era um jogador de muita força, marcação agressiva e virilidade, então sempre quis levá-lo para Uruguai ou Argentina. Surgiu a Argentina primeiro. Conversamos e levamos quando ele tinha de 17 para 18 anos”, explica o empresário Juan Martinez, que até hoje cuida da carreira do volante.

Jean foi submetido a um mês de testes na base do Estudiantes. “Aqui no Brasil você leva um jogador e ele é avaliado em dois ou três dias. Devem ter olho mágico no Brasil, é impressionante”, ironiza o uruguaio. O brasileiro acabou aprovado nas avaliações e assinou contrato. Em seis meses foi promovido para o time principal, mas não conseguiu espaço e jogou apenas amistosos. Em 2013, foi transferido para o Paraná, quando conseguiu sequência de jogos e o grande negócio da vida ao ser comprado pelo Corinthians.

“Ele era o xodó do Verón, treinavam juntos diariamente. Teve uma época que o Racing queria por empréstimo, mas o Verón não liberou. No ano retrasado fizeram contato comigo, mas ele preferiu o Vasco. Até hoje converso com o pessoal do Estudiantes e eles só elogiam o comportamento do Jean, as portas estão abertas.”

Fonte: UOL