Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Taça Rio

09/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Nova Iguaçu
NOV

X

Escudo Botafogo
BOT

Carioca

02/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

0

X

0

Escudo Nova Iguaçu
NOV

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

4

X

0

Escudo Macaé
MAC

Comentarista entende ira da torcida do Botafogo e analisa momento: ‘Projeto inicial do Chamusca teve que ser abandonado’

46 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Gilmar Ferreira analisa ABC x Botafogo no Redação SporTV
Reprodução/SporTV

Logo após o encerramento do Campeonato Brasileiro, Marcelo Chamusca assumiu efetivamente o Botafogo e teve pouco mais de uma semana até estrear na temporada 2021. E, até aqui, a torcida alvinegra não enxerga expectativas. Gilmar Ferreira, colunista do Extra, lembrou que o projeto inicial do treinador já teve de ser trocado em virtude das mudanças no elenco.

– Marcelo Chamusca começou os trabalhos com um modelo de jogo fechado, com um sistema defensivo bem ajustado, dois pontas abertos e explorando o faro de gol do Babi. Esse projeto teve que ser abandonado. Já não estão mais lá o Benevenuto, o Zé Welison, o Babi… Os jogadores carregam nas costas esse fardo de representar a história gloriosa do Botafogo – comentou Gilmar no programa “Redação SporTV”.

O Botafogo contratou 13 jogadores, mas em relação à primeira formação usada por Chamusca, contra o Boavista, cinco jogadores já deixaram o clube ou estão de férias, fora dos planos: Kevin, Marcelo Benevenuto, Zé Welison, Bruno Nazário e Matheus Babi.

Depois da eliminação nos pênaltis para o ABC nesta quarta-feira, na Copa do Brasil, torcedores alvinegros em Natal protestaram e o zagueiro Kanu chegou a bater boca com um deles. Gilmar Ferreira entende a insatisfação da torcida, mas lembra que o processo de remontagem do time vai demorar.

Entendo o protesto do torcedor, mas infelizmente vamos ter que nos habituar porque isso vai ser uma rotina. O time do Botafogo não vai desabrochar da noite para o dia. O Botafogo não consegue se impor contra equipes menores – lamentou.

Outro comentarista na mesa, Carlos Eduardo Éboli defendeu a permanência de Chamusca visando a Série B, que começa no fim de maio.

– O Botafogo é um time em construção, vamos ter um pouco mais de calma para a gente fazer esse tipo de análise. A eliminação dói. Tradição, camisa, história não entram mais em campo, o que entra em campo é futebol. O Botafogo fez 13 contratações. Marcelo Chamusca pode sim desenvolver um bom trabalho pensando em Série B, é a principal missão do Botafogo – lembrou Éboli.

Fonte: Redação FogãoNET e SporTV

Notícias relacionadas
Comentários