Eduardo Paes, sobre CT: ‘Prefeitura dispõe de áreas em Vargem Grande e doaria ao Botafogo, como cedi para Vasco e Fluminense’

71 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Durcesio Mello, Eduardo Paes e John Textor, do Botafogo
Instagram/Durcesio Mello

Atrás de um local para construir seu novo centro de treinamentos, o Botafogo pode contar com a boa vontade da Prefeitura do Rio de Janeiro. É o que garante o prefeito Eduardo Paes, que se reuniu recentemente com John Textor e com Durcesio Mello.

– Sim. Eu cedi no meu outro governo para o Vasco e Fluminense. Agora nós estamos licitando as obras de acesso aos dois CTs, foi uma pressão muito grande do Fluminense, mas no dia que eu fui tinha uma bandeira bonita com a cruz de malta ao fundo. Vai também de alguma maneira beneficiar e eu disse pro Textor e pro presidente do Botafogo, que a prefeitura dispõe de áreas em Vargem Grande e que a gente doaria, cederia como cedi para o Vasco e o Fluminense – explicou Paes ao blog “Panorama Esportivo”, de “O Globo”.

O prefeito não se incomoda com críticas por doar terrenos ao clubes.

Ganha o Vasco, o Flamengo, o Fluminense e o Botafogo. Quando ganha esses quatro ganha o Rio. Esses clubes não são entidades privadas, eles são entidades públicas. Todos nós somos um pouco donos desses clubes. Claro que a gente é mais dono daquele que a gente torce. Não estamos falando de empresas privadas. Estamos falando de instituições cariocas, que tem uma importância enorme para a construção da identidade carioca. Elas têm importância econômica inclusive, não bastasse a questão afetiva – argumentou.

Banner da loja do FogãoNET

Em relação ao terreno que o Botafogo pode ocupar, Eduardo Paes não põe prazo e aguarda novas conversas com Textor.

– Isso foi apenas uma primeira conversa. Eu não o conhecia. Mas eu acho que tem ali uma visão muito interessante do futebol como negócios e isso é interessante. As vezes o torcedor mais apaixonado conversa com um sujeito desses e tem uma dificuldade de compreender. Mas é importante esse papel. É importante para os clubes, para o Rio. E ele tem uma visão muito importante do papel e do protagonismo do Rio de Janeiro, da importância dos quatro clubes cariocas no cenário mundial – completou.

Fonte: Redação FogãoNET e Blog Panorama Esportivo (O Globo)

Notícias relacionadas