Eternizado no Maracanã, Loco Abreu ‘guarda no coração’ feito duplo no Estádio Nilton Santos e ‘ficaria feliz’ com homenagem do Botafogo

9 comentários

Carlos Eduardo Sangenetto

Carlos Eduardo Sangenetto

Compartilhe

Loco Abreu em entrevista à imprensa na Calçada da Fama do Maracanã
Carlos Eduardo Sangenetto/FogãoNET

Maior artilheiro da história do Estádio Nilton Santos até hoje com 41 gols marcados, Loco Abreu espera um dia ser homenageado pelo Botafogo na casa alvinegra. Eternizado na Calçada da Fama do Maracanã na última segunda-feira (12/9), o ex-atacante uruguaio disse que “ficaria feliz” se um dia fosse chamado pela diretoria para um tributo no local.

Não sou eu que tenho que falar. É um sentimento. Na hora de comemorar alguma data importante no Nilton Santos, se eu estiver por perto e os caras me ligarem, eu ficaria feliz – admitiu o ídolo da cavadinha do título estadual de 2010 à reportagem do FogãoNET.

Além da artilharia do Niltão, Loco Abreu recordou outro importante feito no estádio: a Taça Rio erguida no Campeonato Carioca de 2012. Na final, ele marcou dois gols na vitória por 3 a 1 sobre o Vasco.

Não é fácil ser artilheiro do Nilton Santos. E, além disso, tem outro ato, né? Fui o primeiro capitão a levantar uma taça para o Botafogo no Nilton Santos. Fui abençoado, tive esse privilégio. São duas coisas que guardo aqui no coração – completou.

No mesmo evento, em entrevista à imprensa, Loco Abreu externou sua vontade de ser técnico do Botafogo futuramente. O eterno camisa 13 afirmou que “sempre imaginou” trabalhar no Glorioso, mas sem “forçar a barra”, ou seja, quer “estar preparado” para uma possível oportunidade.

📺 Veja a entrevista de Loco Abreu no Maracanã:

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas