Lodeiro: ‘Tive proposta séria, mas o Botafogo é a minha casa’

Compartilhe:

Na contramão da opção feita por alguns companheiros de Botafogo, que aceitaram propostas do exterior nesta temporada, Lodeiro recusou várias ofertas de clubes europeus – a última de uma equipe russa. Tudo para seguir a caminhada em busca de se tornar ídolo da torcida, lutar por títulos e marcar o nome na história da equipe alvinegra.

A proposta que veio da Rússia era para um contrato de cinco anos e um salário três vezes superior ao que o jogador recebe atualmente no Brasil. Mas o que teria levado Lodeiro a fazer diferente, dizer não aos europeus e permanecer em General Severiano? O LANCE!Net foi à casa dele, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, para falar com apoiador, que explicou a decisão.

– O Botafogo é minha casa. Tive uma proposta séria, que pagaria a cláusula contratual. Era só eu assinar e ir embora. Mas, primeiro, tenho compromisso com meus companheiros, com o Botafogo e com a torcida. Tenho muito sonhos para realizar aqui. Quero brigar até o fim pelo Brasileirão e pela Copa do Brasil, coisas que dinheiro algum pode pagar – contou Lodeiro.

A negociação de Lodeiro estava praticamente decidida, mas, na última hora, o gerente executivo do clube, Aníbal Rouxinol, e o empresário de meia, Gerardo Cano, decidiram em reunião pela permanência em General Severiano.

– Foi difícil, tem muitas coisas e você tem de colocar na balança. A questão financeira iria solucionar minha vida neste aspecto. Existem muitas pessoas que gostaria de ajudar. Mas minha gana era ficar aqui. Foi difícil, mas estou no caminho certo. O Botafogo é minha casa. Vou para o clube e fico feliz – disse.

Já Aníbal destacou a boa relação entre a direção do Botafogo, Lodeiro e o empresário dele para a permanência do uruguaio no clube.

– Não aumentamos em nada o salário dele. Ele e o Gerardo (Cano) confiaram no nosso projeto. Na questão financeira não daria para competir – disse Aníbal ao L!Net.



Fonte: Lancenet!
Comentários