O lateral-esquerdo Moisés chegou ao Botafogo como aposta e acabou se constituindo em um dos principais jogadores do elenco em 2018. Com a camisa do Alvinegro Carioca, o atleta disputou 40 jogos dos 62 que a equipe realizou na temporada. A diretoria do Glorioso tenta, junto ao Corinthians, clube ao qual o jogador pertence, renovar o empréstimo do mesmo por mais uma temporada.

Em entrevista exclusiva ao Esporte 24 Horas, Moisés fez uma avaliação de sua temporada pelo Clube da Estrela Solitária.

“Eu acho que fui bem. Consegui me impor nos jogos e essa camisa tem um peso gigante, fico feliz de ter feito um excelente Carioca e Brasileiro.”

Sobre a permanência no Botafogo, o lateral disse que ainda não sabe o que irá acontecer. Os empresários do atleta estão resolvendo a situação.

“Ainda não sei o que vai acontecer, as férias acabam amanhã e saberei com meus empresários o que faremos de melhor para minha carreira. Eu tenho carinho pelo Botafogo, fiz uma ótima temporada e meu empresário está resolvendo isso.”

Oscilação

Em 2018, Moisés viveu bons e maus momentos com a camisa do Botafogo. Conquistou o Carioca, ajudou a manter o time na primeira divisão, mas foi protagonista da eliminação da equipe na Copa Sul-Americana. O atleta desperdiçou um pênalti contra o Bahia, que a princípio seria cobrado por Rodrigo Pimpão.

“Já foi superado. Não posso resumir minha temporada em um pênalti desperdiçado, claro que ninguém quer errar um pênalti ainda mais em uma competição internacional, mas faz parte da carreira e agora é pensar lá na frente. O Zé Ricardo me deu todo suporte, me deu apoio, tanto que no final do campeonato eu dei conta do recado”, disse, completando que se tivesse a oportunidade, cobraria novamente.

“Cobraria, sim. Temos que assumir as responsabilidades quando estamos em campo.”

Após a eliminação na Copa Sul-Americana, Moisés foi sacado do time por Zé Ricardo. Porém, o jogador não viu a barração como um demérito. O lateral acredita que o treinador, naquele momento, estava fazendo o que achava melhor para a equipe.

“O Zé é um excelente treinador, fez o melhor para o time naquele momento.”

Após um momento turbulento, o Botafogo, que estava ameaçado de rebaixamento, conseguiu fazer uma boa reta final de Brasileiro. O clube acabou a competição na nona colocação e garantiu uma vaga na Copa Sul-Americana. Moisés destacou que a união do grupo foi fundamental para reverter o momento adverso.

“Acredito que o elenco se uniu ainda mais quando tivemos as dificuldades no campeonato e por isso conseguimos nos manter no lugar que o Botafogo tem que ficar, que é a Série A do Brasileiro.”

Interesse do rival e projeção para 2019

Recentemente, o nome de Moisés foi ligado a uma possível transferência para o Fluminense. A informação que chegou até a reportagem do Esporte 24 Horas dava conta de que não houve um acordo financeiro com o rival. O lateral confirmou o interesse tricolor, mas revelou que por estar de férias, não se aprofundou no assunto.

“Houve sim o interesse do Fluminense, mas eu não me aprofundei no assunto, porque estava de férias. Agradeço a instituição, isso mostra que eu fiz um excelente campeonato.”

Por fim, o atleta projetou a temporada 2019. Moisés espera que seja um ano sem lesões graves e que ele possa mostrar o seu melhor futebol dentro de campo.

“Espero realizar mais uma temporada com excelência e sem lesões graves, para eu poder desempenhar meu melhor em campo”, concluiu.

Fonte: Esporte 24 Horas