Autor no domingo de um dos mais belos gols desta edição do Campeonato Brasileiro — o primeiro na vitória sobre o Grêmio —, o meia Camilo vem sendo o principal condutor da reação do Botafogo na competição. Antes da sua chegada, o time patinava, com um ataque que praticamente não incomodava os adversários. Desde a estreia de Camilo, na vitória por 3 a 2 em cima do Internacional, em Porto Alegre, o Alvinegro balançou a rede 18 vezes em 11 partidas, média de 1,63 gol por jogo. Camilo fez cinco e deu quatro assistências. Antes, a média era de apenas 0,8 gol por partida, a metade da atual.

O aproveitamento do time também mudou: subiu de 0,30% (duas vitórias, três empates e cinco derrotas) para 51,5% (cinco vitórias, dois empates e quatro derrotas). Hoje, o Botafogo ocupa a 11ª colocação, com 29 pontos, cinco acima da zona da degola.

CIRURGIA DE LUIS RICARDO

Operado na noite de domingo em consequência de uma fratura no tornozelo esquerdo, o lateral-direito Luis Ricardo — destaque na vitória sobre o Grêmio — agradeceu o apoio dos torcedores e companheiros de equipe. Apesar de a cirurgia ter sido bem-sucedida, o jogador só vai retornar aos gramados na próxima temporada.

“Quero agradecer ao departamento médico do Botafogo, que me deu total apoio. Tive o carinho de todos. Obrigado família e aqueles que gostam do Luis Ricardo. Já meus companheiros de grupo, obrigado por cada palavra que ouvi de vocês, funcionários também, diretoria. Tenham certeza de que guardei no meu coração e será uma força a mais para essa recuperação. Estarei de fora torcendo sempre”, postou Luis Ricardo numa rede social.

No clássico com o Fluminense, amanhã, Diego deverá ser o titular na lateral direita. Ontem, o goleiro Jefferson treinou pela primeira vez com o grupo desde a cirurgia no braço esquerdo. Coordenador do departamento médico do Botafogo, Luiz Fernando Medeiros, informou que ainda não há previsão para a volta do ídolo ao time.

Fonte: O Dia Online