Já no intervalo do confronto diante do Santos, o Botafogo soube que o Atlético-MG tinha batido o Internacional e, consequentemente, que o sonho de Libertadores havia acabado. Na Vila Belmiro, o resultado foi um franco 1 a 1, em partida definida por Zé Ricardo como “agradável”.

Após analisar o duelo pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, Zé comentou qual será a meta do Glorioso daqui para frente, levando em conta que, sem Libertadores, basta um empate para assegurar uma vaga na Sul-Americana.

– (A meta) É chegar o mais longe possível, porque o clube precisa. A sequência estabilizou para buscarmos outros resultados – disse o comandante do Botafogo, pouco depois de ver equilíbrio em campo:

– Eu achei a partida agradável, pena que tivemos um público pequeno. Jogamos de forma corajosa e as duas equipes tiveram equilíbrio. Jogo foi aberto no segundo tempo e conseguimos o gol de empate.

E JEFFERSON?

Quando questionado a respeito de Jefferson, Zé Ricardo não se alongou, mas também não garantiu a presença do goleiro entre os titulares para a partida contra o Paraná. O jogo, ao que tudo indica, será marcado por homenagens e pela despedida do ídolo, de 35 anos, do futebol e da torcida alvinegra.

O que se sabe, contudo, é a ausência de Matheus Fernandes. Alvo do mercado internacional para 2019, o volante levou o terceiro cartão amarelo contra o Peixe e, por isso, não enfrentará o Paraná na próxima segunda-feira.

Fonte: Terra