Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Se o Botafogo não é campeão do mundo, Flamengo também não é. Mundial da Fifa começou em 2000

0 comentários

Blog da Redação

Blog da Redação

Compartilhe

Se o Botafogo não é campeão do mundo, Flamengo também não é. Mundial da Fifa começou em 2000
Divulgação

A justa busca pelo Botafogo de títulos expressivos do passado repercutiu durante os últimos dias. O pleito do clube é reconhecer três conquistas em Caracas (Venezuela), em 1967, 1968 e 1970 como tricampeonato mundial. O torneio chegou a ser chamado de Pequena Copa do Mundo na época, por ser disputado entre clubes. Porém, já há quem tente desmerecer as glórias alvinegras.

O principal argumento de quem é contrário é que os campeonatos não foram organizados pela Fifa. Para quem pensa assim, basta lembrar que o Mundial da Fifa começou apenas em 2000. Logo, os títulos da Copa Intercontinental, disputados entre 1960 e 2004 também não são mundiais. Então, entre os brasileiros, Flamengo (1981), Grêmio (1983) e Santos (1962 e 1963) não são campeões do mundo. Apenas o Corinthians (2000 e 2012), o São Paulo (2005 – campeão intercontinental em 1992 e 1993 não contam) e o Internacional (2006) são oficialmente campeões do mundo Fifa.

Esta versão, é claro, dói e incomoda a opinião pública, que se recusa a afirmar que o Flamengo não é campeão mundial. Em teoria, a Fifa reconheceu os títulos intercontinentais em 2017. No entanto, a própria Fifa, no ano passado (2019), afirmou que o Flamengo disputou pela primeira vez o Mundial de Clubes, no qual foi vice-campeão para o Liverpool. E não há qualquer menção aos campeões da Copa Intercontinenal no site oficial da entidade.

Outro argumento citado para minimizar o feito do Botafogo é que suas conquistas foram em torneios organizados por empresários. Mas a Copa Toyota não tinha peso pelo patrocínio de uma empresa?

Em que pese a Copa Intercontinental ter relevante peso histórico, ela de fato nunca foi um campeonato do mundo, havia a disputa apenas entre dois continentes. Ainda assim, era esvaziada pelos europeus, sobretudo quando se tornou jogo único disputado no Japão e organizado pela Associação Japonesa de Futebol. O próprio Liverpool não levou a sério o jogo contra o Flamengo em 1981, não se preparou e chegou bêbado ao país para jogar um “amistoso“.

Em diversos anos, o campeão europeu sequer jogou a Copa Intercontinental (1971 o Panathinaikos substituiu o Ajax; 1973 a Juventus rendeu o Ajax; 1974 o Atletico de Madrid entrou na vaga do Bayern de Munique; 1977 o Borussia Monchengladbach entrou no lugar do Liverpool; 1979 o Malmoe substituiu o Nottingham Forest; em 1993 o Milan herdou a vaga do Olimpique de Marselha). Já em 1975, nem sequer houve o torneio. Apenas em 1980 a competição ganha a nomenclatura Copa Toyota e passa a ter mais peso midiático, mas sem ter organização da Fifa.

A Copa de Mundo de Clubes da Fifa, com participantes de todos os continentes, teve início em 2000 e teve os seguintes campeões:

2000: Corinthians
2005: São Paulo
2006: Internacional
2007: Milan
2008: Manchester United
2009: Barcelona
2010: Internazionale
2011: Barcelona
2012: Corinthians
2013: Bayern de Munique
2014: Real Madrid
2015: Barcelona
2016: Real Madrid
2017: Real Madrid
2018: Real Madrid
2019: Liverpool

Portanto, quem foi campeão do mundo antes desses anos considera critérios próprios e a importância da competição na época em que foi disputada, o que torna legítima a reivindicação do Botafogo de ser reconhecido como tricampeão mundial e coroar a geração de ouro do clube.

Fonte: Redação FogãoNET

Comentários