A caminho do Equador para defender LDU ou Barcelona de Guayaquil, o atacante Rodrigo Aguirre tentou explicar, nesta quarta-feira, por que sua passagem de dez meses pelo Botafogo foi tão abaixo da expectativa. O uruguaio de 24 anos disse que sentiu dificuldades para se recuperar da lesão no joelho em uma equipe “praticamente pronta” após o título do Campeonato Carioca. Ele também contou que não se sentiu à vontade ao jogar fora de posição no ataque alvinegro.

– Eu cheguei na metade de março. Eles foram campeões cariocas e a equipe estava praticamente armada. Eu estava me recuperando de uma lesão, tive que chegar, mostrar tudo de novo e jogando fora de posição. A equipe tinha uma base e me colocaram em uma posição no ataque que eu não me sentia cômodo. Foram muitas, muitas coisas… Por isso que eu e o clube tratamos tudo de forma tranquila. São coisas do futebol. Por isso que acredito que o melhor foi trocar de ares para conseguir confiança de novo e seguir – relatou Aguirre à radio uruguaia Sport 890.

No dia 16 de março de 2018, quando foi apresentado pelo Botafogo, Rodrigo Aguirre afirmou, em entrevista coletiva, que poderia atuar melhor como centroavante. Em 23 partidas pelo Fogão, o jogador atuou 7 como titular, sendo expulso duas vezes e marcando apenas um gol.