Botafogo x Roger é um confronto que não deveria nem ser muito comentado. Afinal de contas, estamos falando de um clube centenário e glorioso e de um atacante que caminha para um fim de carreira sem ter feito muito alarde. Mas como ele insistiu em desperdiçar uma excelente oportunidade de ficar calado, mais uma vez, vamos comentar um pouco o caso. E não estou falando do pênalti que ele reclama, oriundo de um lance irregular. Falo dele se sentir desrespeitado pela torcida do Botafogo.

O motivo deste desrespeito Roger é a maneira como você deixou o clube. Esta mesma torcida já te proporcionou momentos de grande emoção gritando seu nome e o de sua filha, Giulia, esta sim, um golaço da sua vida. Uma doce menina que cativou a todos os torcedores e que com certeza vai ficar sempre no coração dos botafoguenses. Impossível não se emocionar com ela vivenciando seu gol diante do Sport.

Mas voltando a falar de Botafogo, esta mesma torcida Roger, te deu todo apoio no momento mais delicado da sua vida, a luta contra um tumor. O clube não arcou com a sua cirurgia e você entendeu que diante disso deveria trocar de camisa. Faz parte do jogo, mas não vem falar em ingratidão que fica até feio.

Logicamente que você vai dizer que não sabemos dos detalhes que o levaram a sair. Mas pelo que já sabemos, incluindo as trocas de farpas suas com o Carlos Eduardo Pereira na TV, deu para perceber que seu problema foi com a diretoria. Portanto, não venha falar da torcida.

Roger precisa olhar para o futuro

Claro que você também vai dizer que tem todo o direito de trocar de clube sem muitos motivos. Concordo. Só não vem deixar no ar que o clube é sempre bonzinho e o atleta vilão. Até porque, você vai para cerca de 18 anos de carreira tendo vestido mais de 16 camisas diferentes. Pelo visto não é o seu feitio parar em um time. Aliás, a Ponte Preta, onde você teve o melhor desempenho até hoje e despontou para o mundo da bola viu você ir embora de uma maneira polêmica. Mas uma saída polêmica né?

Roger vou te dar um conselho. Esquece o Botafogo. Saiba perder um jogo e não tente colocar a culpa em arbitragem ou reclamar de torcida após o apito final. Mantenha o foco no seu Corinthians, onde você, na condição de reserva, tem contribuído muito pouco. Aliás, nem é bom chamar de “seu Corinthians” pois, com a bolinha que você vem jogando lá, é capaz de precisar buscar um novo clube em 2019. Olha para a frente Roger pois, no Botafogo, você já é passado.

LEIA TAMBÉM:
CEP ou Mufarrej? deixo a escolha para depois
Vamos falar de arbitragem?
O preço da indefinição: Botafogo já compromete 2019
Botafogo pode precisar repetir 2012
Botafogo: Faltam quatro pontos e o Paraná