Tenho visto algumas matérias abordando o mau desempenho de Joel Carli na temporada. O colocando como um problema para o Botafogo. Uma rápida análise, que não seja rasteira e superficial, nos faz crer que o argentino não deve ser tratado como um problema. As falhas contra o Grêmio não podem servir de referência para o trabalho que ele vem desempenhando no clube desde que foi contratado, em 2016.

Joel Carli chegou em 2016 e teve papel importante na classificação para a Copa Libertadores. Em 2017 foi líder no time que fez boa campanha na Copa Libertadores. Acabou vendo sua dedicação em campo coroada com o gol do título do Campeonato Carioca de 2018. Isso sem contar com o papel fundamental que desempenhou no progresso profissional de Igor Rabello, outrora mal visto em General Severiano e que virou titular absoluto, sendo negociado em seguida.

Carli fala e deixa outros insatisfeitos em silêncio

O ano de Joel Carli em 2019 não é dos melhores pois vem enfrentando problemas de lesão. Mas não é isso que pesa mais. O jogador é vítima da covardia de muitos no elenco que, mesmo insatisfeitos, não dão as caras em entrevistas. O Botafogo de hoje é composto por muito medalhões, porém, alguns deles sem o menor compromisso com a história do Botafogo. Jogadores claramente de passagem e alguns deles passando a impressão de que não se importariam nem mesmo com um rebaixamento.

Joel Carli falhou sim contra o Grêmio. Tem ficado de fora em muitos jogos e precisa melhorar seus números. Isso é fato. Mas tratá-lo como um problema em um momento que o Botafogo precisa sim de jogadores identificados com o clube é no mínimo tentar fazer o jogo de alguns que não ligam para o Botafogo. Que o torcedor não surfe nesta onda.

Fonte: Redação FogãoNET